Bolsas

Câmbio

Por que usar um Rolex ao viajar pode na verdade ser mais seguro

Mark Ellwood

(Bloomberg) -- O explorador e conservacionista Philippe Cousteau é neto do lendário oceanógrafo Jacques Cousteau. Cofundador da organização ambiental sem fins lucrativos EarthEcho International, dedicada a inspirar jovens a trabalharem com sustentabilidade, ele viaja pelo mundo filmando documentários, de Sumatra à África do Sul.

No último programa de Cousteau, Caribbean Pirate Treasure, do Travel Channel, ele e a esposa -- Ashlan Cousteau, ex-apresentadora do E! News -- investigam histórias de cargas de pilhagens perdidas pelo Caribe.

Ele viaja cerca de 320.000 quilômetros por ano, geralmente pela United Airlines. "Consigo Economy Plus para meia dúzia de pessoas que viajam comigo automaticamente se estiverem na mesma passagem", conta. "Assim todos conseguem Economy Plus e eu não tenho que pagar nada a mais por isso. Tenho 1,95 metro, o espaço extra para as pernas faz uma grande diferença."

O casal mora em Los Angeles.

O item sem o qual ele não viaja pode surpreender

Eu adoro comida, e como viajo a muitos lugares, bem... a comida nem sempre é a melhor. Por isso, gosto de levar um pequeno recipiente para acampamento com sal e pimenta. Quando eu tinha 17 anos, passei um mês estudando na Espanha no verão e uma das coisas nas quais eles não se destacam é a pimenta oferecida nos restaurantes -- em pó, realmente sem gosto. Então eu comprei um pouco de pimenta em pedacinhos para levar comigo. E em muitos lugares também não havia um sal muito bom. Por isso, ter sal e pimenta comigo acabou fazendo a diferença.

Em áreas perigosas, ele confia em bons relógios

Eu estava trabalhando em um projeto em Cingapura quando um ex-soldado [do Serviço Aéreo Especial, do Reino Unido] me disse para sempre usar um bom relógio: não ostente, mas tenha-o com você. Ele tinha um Rolex de aço inoxidável e o usava em todo lugar. Ele me disse que seja qual for o lugar para onde você viajar, um bom relógio -- como um Rolex -- é como dinheiro e é algo que você sempre pode usar como moeda de troca para se livrar de problemas. Sempre ouvimos para "nunca levar nada caro em expedições", mas o conselho daquele soldado foi inteligente e prático, então sempre uso um relógio "negociável" capaz de ajudar a me tirar de um apuro.

Por que pedir para ir ao banheiro do restaurante, mesmo que não precise

Eu olho o cardápio do restaurante. Um sinal de alerta para mim é quando o menu é enorme -- englobando de tudo sem ser especialista em nada. Não se pode ser bom em centenas de coisas diferentes, por isso, se o cardápio for longo demais -- com 25 entradas ou algo do tipo --, eu evito o lugar. E tem outro truque para quando você está em dúvida sobre se deve comer em um determinado lugar, principalmente em países que não têm necessariamente padrões elevados de saneamento obrigatório. Peça para usar o banheiro primeiro. Você pode conferir o asseio e geralmente também pode dar uma olhada na cozinha para ver se o chão parece limpo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos