Bolsas

Câmbio

Profissionais do transporte nos EUA farão testes para opiáceos

Alan Levin

(Bloomberg) -- Pilotos de avião, maquinistas e motoristas de caminhão sujeitos a testes obrigatórios para detecção de consumo de drogas nos EUA em breve passarão por testes que identificam uma variedade de opiáceos. A nova lei foi publicada na quinta-feira.

Profissionais de transporte há muito tempo são obrigados a participar de testes aleatórios que identificam diversas drogas, mas a lista não incluía os analgésicos sintéticos à base de ópio que contribuíram para a disparada das taxas de dependência e morte por overdose nos EUA.

Dando seguimento a uma proposta divulgada em 23 de janeiro, o Departamento de Transporte dos EUA publicou regulamentação definitiva que acrescenta hidrocodona, hidromorfona, oximorfona e oxicodona a uma lista que já continha maconha, cocaína e heroína. As novas regras de teste entram em vigor em 1º de janeiro.

O presidente americano Donald Trump declarou a epidemia de dependência de opiáceos uma emergência de saúde pública em 26 de outubro. Essa classe de drogas começou a aparecer em testes feitos após acidentes, como a colisão entre trens da ferrovia Amtrak em 2016 que matou dois trabalhadores, de acordo com o Comitê Nacional de Segurança no Transporte. Os testes de drogas exigidos após um acidente geralmente detectam a presença de um número maior de substâncias do que os testes aleatórios impostos a profissionais da área de transporte.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos