ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 1.Ago.2018
Topo

Multimilionário australiano perde US$ 1 mi em golpe por email

Kaye Wiggins

15/12/2017 14h50

(Bloomberg) -- O multimilionário fundador da Twynam Agricultural Group perdeu US$ 1 milhão em uma fraude por email, segundo informado a um tribunal de Londres na quinta-feira. O britânico que facilitou o roubo afirma também ser vítima.

John Kahlbetzer, que está na lista da Forbes dos 50 australianos mais ricos, perdeu o dinheiro quando fraudadores enganaram a administradora de suas finanças pessoais para que transferisse a quantia a eles, apontam documentos dele apresentados à corte.

Os fraudadores enviaram email a Christine Campbell fingindo ser o milionário de 87 anos e pedindo que transferisse US$ 1 milhão para a conta de um britânico, David Aldridge, o que ela cumpriu.

Kahlbetzer está processando Aldridge para recuperar os recursos, mas Aldridge afirma que foi "usado inconscientemente" e que também é vítima de uma fraude envolvendo uma mulher que conheceu na internet e com a qual acreditava ter um relacionamento amoroso.

Fraudes cometidas por email em que funcionários de empresas são enganados para que transfiram dinheiro são um problema crescente.

Estatísticas do FBI mostram que os casos de "comprometimento de email corporativo", nos quais criminosos pedem transferência de recursos a funcionários de empresas, custaram mais de US$ 3 bilhões desde 2015. Esse tipo de golpe "continua aumentando e evoluindo e tem como alvo empresas de todos os tamanhos", afirma o centro de reclamações de crimes na internet do FBI em seu website.

O advogado de Aldridge, Nicholas Towers, e o advogado de Kahlbetzer, William Buck, preferiram não comentar. O caso foi resolvido na manhã desta sexta-feira, segundo o tribunal.

Golpe disfarçado de romance

Os advogados de Kahlbetzer, que tem patrimônio líquido de US$ 950 milhões, segundo dados compilados pela Forbes neste ano, afirmam que Aldridge "facilitou ativamente o pagamento da soma para sua conta".

Posteriormente, ele transferiu 61.538 libras (US$ 82,6 mil) para outra de suas contas e usou parte do montante para pagar impostos. Ele transferiu a maior parte do dinheiro para contas em países como EUA, Hong Kong, Reino Unido, Emirados Árabes Unidos, Gana e Nigéria.

Aldridge afirmou que enviou o dinheiro a pedido da namorada, Nancy Jones, que disse a ele que os valores estavam sendo usados para pagar direitos sucessórios da herança de seus pais, "de forma que ele também pudesse se beneficiar com a herança dela e ambos pudessem morar juntos", dizem os documentos judiciais de Kahlbetzer. Os documentos afirmam que ele nunca conheceu Jones e não deu nenhuma prova da existência dela.

A mensagem que pedia para Campbell transferir os recursos veio de um endereço de email que era um caractere diferente do endereço de e-mail pessoal de Kahlbetzer, mas manipulado para que na tela parecesse o endereço exato dele. O email foi escrito por "um terceiro desconhecido", segundo os documentos de Kahlbetzer.

No banco de testemunhas, na quinta-feira, Campbell afirmou que era "razoavelmente normal" receber um pedido de transferência de US$ 1 milhão da conta de Kahlbetzer. Ela disse que, analisando em retrospectiva, o email com o pedido da transferência de recursos claramente não tinha sido escrito em um "inglês perfeito", mas ela não percebeu nenhum problema na ocasião porque parecia uma mensagem redigida às pressas por Kahlbetzer.

Mais Economia