ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Firma de biotecnologia argentina Bioceres adia IPO

Carolina Millan e Jorgelina do Rosario

08/02/2018 13h28

(Bloomberg) -- A empresa argentina de biotecnologia Bioceres adiou uma oferta pública inicial por pelo menos um mês porque a volatilidade que sacudiu os mercados internacionais nesta semana reduziu a demanda por suas ações.

Com a sacudida do mercado de ações que eliminou cerca de US$ 1,25 trilhão em ações dos EUA na segunda-feira, os investidores não quiseram pagar o preço de oferta da empresa, de US$ 10 a US$ 12 por ação, segundo uma pessoa próxima ao acordo, que pediu para não ser identificada porque os detalhes não são públicos. A empresa planejava vender o equivalente a 11,8 milhões de ações em Buenos Aires e Nova York.

A decisão da Bioceres é o revés mais recente do mercado de ações da Argentina nas últimas semanas depois que a operadora de aeroportos Corporación América Airports e a geradora de energia Central Puerto fixaram os preços de seus IPOs abaixo da faixa pretendida. Meia dúzia de outros emissores da segunda maior economia da América do Sul, incluindo a empresa de agronegócios Molino Cañuelas e a geradora de eletricidade Genneia, também afirmaram que buscam vender ações no exterior neste ano.

A Bioceres avaliará uma nova tentativa de vender ações quando o Cboe Volatility Index -- uma medida das oscilações de preços conhecida como VIX -- se estabilizar abaixo de 15, segundo a pessoa. O indicador disparou para mais de 50 em determinado momento desta semana, nível que não era visto desde 2015.

A Bioceres também terá que esperar a divulgação dos resultados trimestrais, no fim do mês ou no início de março, para poder apresentar dados financeiros atualizados aos possíveis investidores. A empresa levará uma capitalização adiante com as acionistas Monsanto, BAF Capital e RASA Holding, que detinham acordos para exercer opções de ações que poderiam permitir que a empresa levantasse US$ 60 milhões a US$ 70 milhões, segundo a pessoa a par dos planos.

A Bioceres não é a única emissora do mercado emergente a sofrer com a volatilidade do mercado. A brasileira Blau Farmacêutica e a operadora turca do Burger King TFI TAB Gida Yatirimlari também citaram as condições do mercado ao adiarem planos de IPO nesta semana.

A Bioceres, que tem sede em Rosário, vende fertilizantes e proteção de cultivo e desenvolve sementes geneticamente modificadas, incluindo uma que contém um gene que permite que a soja e o trigo resistam a condições de seca.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia