PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Nova geração de sócios cresce no BTG com saída de Kalim, dizem fontes

Cristiane Lucchesi, Vivianne Rodrigues e Felipe Marques

22/02/2018 08h29

(Bloomberg) -- Nova geração de sócios está ampliando sua influência e participação no capital do BTG Pactual com a saída gradual de Marcelo Kalim, presidente do conselho e um dos três principais acionistas, segundo três pessoas com conhecimento direto do assunto.

André Esteves, o maior acionista, com 30% de participação no capital total, voltará ao grupo de controle do BTG quando for absolvido na Justiça, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as informações não são públicas.

Roberto Sallouti, hoje presidente do banco, também está entre os líderes que terão mais ações, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque as informações não são públicas.

Também ampliam participação e prestígio João Dantas, diretor financeiro, Rogério Pessoa, chefe de gestão de fortunas, Renato Santos, responsável pela tesouraria e área de crédito do banco, Alexandre Câmara, responsável pelo negócio de special situations, e Allan Hadid, COO de global asset management.

Kalim gradualmente está se desfazendo de suas ações para dar início ao seu próprio banco, que pode contar com crédito e tecnologia do BTG, disseram as pessoas. Ele deixará de ser chairman do BTG em algum momento no futuro.

Esteves, levado à prisão em um dos desdobramentos da operação Lava Jato, sempre negou ter cometido qualquer irregularidade. O Ministério Público Federal requereu em setembro a absolvição de Esteves por "inexistência de provas suficientes".

Para sobreviver à crise gerada após a prisão de Esteves, sete sócios, incluindo Sallouti e Kalim, assumiram o controle do BTG trocando ações com direito a voto de Esteves por ações sem direito a voto, em dezembro de 2015. Sallouti e Kalim são hoje os maiores acionistas depois de Esteves.

Dos sete sócios no grupo de controle em dezembro de 2015, cinco permanecem no banco, e Kalim e Sallouti são os dois maiores.

--Com a colaboração de Ambereen Choudhury e David Scheer