Bolsas

Câmbio

Feira de tecnologia sem fio discute tendências e rumores de M&A

Stefan Nicola e Joe Mayes

(Bloomberg) -- O Mobile World Congress, a maior conferência do setor de tecnologia sem fio, começa na próxima semana em Barcelona, onde mais de 100.000 pessoas verão os mais recentes smartphones, aparelhos de inteligência artificial e drones autônomos que serão exibidos por cerca de 2.300 empresas.

O evento também é a maior oportunidade do setor para que executivos, banqueiros, analistas e afins conversem e discutam possibilidades de negócios. Cerca de 5.500 CEOs, entre eles Tim Hoettges, da Deutsche Telekom, e Vittorio Colao, da Vodafone Group, disputarão as atenções para falar sobre as principais tendências que estão moldando o setor, como segurança cibernética, a chegada de redes móveis ultrarrápidas de quinta geração e blockchain.

A seguir, alguns dos assuntos que devem dominar o evento:

Batalha entre aparelhos Samsung e Sony

O MWC há muito é um lugar onde as empresas exibem seus últimos lançamentos e competem pela atenção do consumidor. Neste ano, a Samsung voltou para revelar seu mais novo telefone que, segundo as expectativas, será o Galaxy S9. A Sony gerou burburinho quando publicou um vídeo no Twitter, no domingo passado, para anunciar o que parece ser um novo Xperia com curvas, e blogs de gadgets, como Wired, especularam se serão lançados telefones dobráveis neste ano.

A HMD Global deverá apresentar mais telefones da marca Nokia depois de ter feito alarde com uma nova versão do icônico Nokia 3310 em 2017. Mas os lançamentos não se limitam aos telefones: dezenas de relógios inteligentes, tablets e drones vão estrear no MWC, porque as fabricantes de dispositivos estão incursionando pelos aparelhos de vestir.

A volta das fusões e aquisições

Depois da calmaria durante a maior parte de 2017, os rumores sobre transações estão com tudo. O interesse da Vodafone pelos ativos de cabo da Liberty Global na Europa continental será um importante tópico de conversação, junto com o que John Malone, da Liberty, poderia fazer com o produto dessa venda. A Escandinávia também esteve ocupada, e a operadora de telefonia dinamarquesa TDC foi comprada por um grupo de fundos de previdência depois de anunciar um acordo, agora extinto, com a sueca Modern Times Group. E a Telenor, a maior operadora da região nórdica, despertou interesse por seus negócios na Europa Central e no Leste Europeu.

Palavras em voga: RV, IA, blockchain

A aposta do setor sem fio é que as tecnologias que estão surgindo, como a realidade virtual, a inteligência artificial e o blockchain, podem ajudar a criar novos produtos e novos fluxos de receita à medida que as vendas tradicionais diminuem. Há esperança de que a IA possa ajudar a tornar as redes mais eficientes, ao prever com maior precisão a demanda, e reduzir os custos do serviço, ao substituir os trabalhadores humanos por chatbots.

5G (mais) real

As conferências recentes estiveram repletas de conversas e promessas em torno do 5G, a próxima geração da tecnologia de rede sem fio que promete velocidades 10 vezes mais rápidas e tempos menores para a transferência de dados. Isso possibilitará o uso de carros sem motorista nas ruas e potencialmente até mesmo a realização de cirurgias em lugares remotos por um médico em um hospital em uma cidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos