PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Brexit depende de resposta sobre fronteira irlandesa, diz UE

Ian Wishart

18/04/2018 11h47

(Bloomberg) -- O presidente da União Europeia, Donald Tusk, aumentou a pressão sobre o Reino Unido para que encontre uma solução para evitar uma fronteira rígida na ilha da Irlanda após o Brexit, alertando que do contrário todos os acordos, incluindo o do período de transição, serão cancelados.

"A decisão do Reino Unido sobre o Brexit gerou o problema", disse Tusk ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo, na França, na quarta-feira. "O Reino Unido terá que ajudar a resolvê-lo."

A ideia da UE para manter a fronteira irlandesa invisível é manter a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, dentro da união aduaneira do bloco e em partes do mercado único. Mas isso criaria uma fronteira entre a Irlanda do Norte e a Grã-Bretanha, o que a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse ser inaceitável. O problema é delicado devido às décadas de derramamento de sangue para definir quem governava a Irlanda do Norte.

"Sem uma solução não haverá acordo de retirada, nem transição", disse Tusk.

As autoridades do Reino Unido e da UE vêm discutindo a questão irlandesa nas últimas três semanas, mas não fizeram avanços. Eles têm uma nova reunião sobre o assunto agendada para esta quarta-feira.

Os líderes avaliarão a situação das negociações em sua cúpula de junho e terão as primeiras conversas a respeito da relação pós-Brexit de UE e Reino Unido, disse Tusk. "Queremos usar o impulso positivo nas negociações para finalmente resolver questões pendentes", disse.

PUBLICIDADE