ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Estas são as cidades mais caras do mundo para expatriados

Enda Curran

26/06/2018 11h27

(Bloomberg) -- Hong Kong é a cidade mais cara do mundo para expatriados, segundo um relatório anual sobre custo de vida produzido pela consultoria Mercer.

O centro financeiro lidera uma lista dominada pela Ásia, com Tóquio em segundo lugar, Cingapura em quarto, Seul em quinto, Xangai em sétimo e Pequim em nono lugar. Fora da Ásia, cidades europeias e africanas ficaram entre as mais caras para os trabalhadores. Zurique ficou em terceiro e Luanda, em sexto lugar.

As flutuações cambiais são a principal razão para a Ásia figurar no topo da lista -- Hong Kong tirou a liderança de Luanda, o que reflete a queda da moeda de Angola. O crescimento econômico da China e os esforços para transformar o yuan em moeda internacional levaram as cidades chinesas ao topo do ranking.

"As cidades da Ásia, especialmente as chinesas, têm registrado um forte desempenho em termos de custo de vida, principalmente devido a flutuações cambiais. As empresas estão fazendo transferências de grandes talentos pelo mundo em resposta à falta de competências", disse Mario Ferraro, líder global de práticas de mobilidade da Mercer para Ásia, Oriente Médio, África e Turquia, em comunicado.

A Mercer usa Nova York como base para todas as comparações e mede as oscilações cambiais em relação ao dólar. A pesquisa de 2018 classificou 209 cidades em cinco continentes, medindo o custo comparativo de mais de 200 itens em cada lugar, incluindo habitação, transporte, alimentação e vestuário, segundo a Mercer.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia