PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Estado de Nova York busca conquistar mineradoras de critpomoedas

Christopher Martin

13/07/2018 15h37

(Bloomberg) -- O Estado Nova York acaba de abrir uma porta para que as mineradoras de criptomoedas, que consomem muita eletricidade, aproveitem algumas de suas fontes de energia mais baratas.

Os reguladores estaduais aprovaram na quinta-feira uma nova estrutura tarifária para uma empresa de energia no norte do estado que permitirá que as mineradoras interessadas em operar nesse lugar negociem contratos. A empresa de energia do município de Massena analisará os contratos individualmente e protegerá o restante de seus clientes do aumento de custos. Há apenas quatro meses, Nova York autorizou 36 outras autoridades municipais de energia a cobrar das mineradoras uma tarifa mais alta do que a que outros clientes pagam.

Nova York está entre as principais regiões hídricas do mundo que as mineradoras de criptomoedas têm como alvo em busca de energia barata. Em lugares como Quebec, Islândia e China, há receio de que as mineradoras absorvam a oferta de energia hidrelétrica de baixo custo e provoquem um aumento nas contas de eletricidade de todos. Por isso, os governos, inclusive o do Estado de Nova York, estão tentando encontrar um equilíbrio entre atrair novos negócios e proteger os moradores do aumento dos custos de energia.

"Precisamos garantir que os clientes empresariais paguem um preço justo pela eletricidade que consomem", disse o presidente do Departamento de Serviço Público do Estado de Nova York, John Rhodes, em um comunicado na quinta-feira. "No entanto, dada a abundância de eletricidade de baixo custo no norte do Estado de Nova York, existe uma oportunidade para atender às necessidades dos clientes existentes e incentivar o desenvolvimento econômico da região."

Há um mês, o Quebec decidiu triplicar os preços da eletricidade para as mineradoras de criptomoedas enquanto define como administrar o aumento da demanda desse setor. A decisão foi tomada apesar de a fornecedora de energia Hydro-Quebec ter cortejado as mineradoras para que elas aproveitassem a abundância de energia proveniente das represas do norte do Quebec.

Eletricidade barata

Barragens hidrelétricas construídas décadas atrás permitiram que as empresas municipais do norte do Estado de Nova York fornecessem energia para seus clientes por apenas alguns centavos de dólar por quilowatt-hora. Em Massena, os clientes residenciais pagam uma taxa de energia de cerca de 3,9 centavos de dólar por quilowatt-hora. Em comparação, os preços da eletricidade para residências em nível nacional nos EUA são em média de quase 13 centavos de dólar.

Em março, Plattsburgh, uma pequena cidade à beira do lago na região norte do Estado de Nova York, tornou-se a primeira a impor uma moratória, de 18 meses, às novas operações de mineração de moeda, ávidas por energia. A empresa cobrava uma média de 2,6 centavos de dólar por quilowatt-hora na época. O Departamento de Serviço Público estadual autorizou uma associação de 36 agências de energia municipais, incluindo a de Plattsburgh, mais ou menos ao mesmo tempo, a cobrar tarifas mais altas das mineradoras por causa dos enormes volumes de eletricidade que elas usam.