PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Starbucks aposta em saladas para ampliar vendas à tarde nos EUA

Leslie Patton

17/07/2018 14h57

(Bloomberg) -- A aposta da Starbucks em alimentos agora está mais encorpada.

A empresa vai expandir sua nova linha de sanduíches e saladas Mercato para algumas unidades da costa leste dos EUA nesta semana, elevando o total nacional para cerca de 1.300 lojas. As lojas de Nova York em Westchester, Queens, Long Island e Brooklyn são algumas das que terão novos itens no cardápio, informou a Starbucks na terça-feira.

"Este tem sido um motor de negócios de sucesso na hora do almoço", disse Sandra Stark, vice-presidente sênior de inovação global, por e-mail. "É por isso que estamos expandindo conscientemente essa estratégia para determinados mercados da costa leste, ampliando-a nos mercados onde já existe e avaliando continuamente mercados futuros."

A empresa diz que lançará a linha Mercato nas lojas de Manhattan em data futura, sem mais especificações.

A Starbucks está apostando em novas seleções para o almoço -- chamadas de Mercato -- para atrair mais clientes à tarde. Os itens para viagem, entre os quais há uma salada de tabule de frango e couve-flor e um sanduíche de manteiga de amêndoa, são preparados todos os dias em cozinhas externas. A Starbucks também está fazendo experimentos com cardápios em painéis digitais, que destacam comidas e lanches e mudam dependendo da hora do dia.

A empresa está encolhendo nos EUA em meio a um crescimento mais lento e à concorrência maior das cafeterias regionais. E fechará cerca de 150 lojas próprias nos EUA no próximo ano fiscal, principalmente em áreas de grande densidade urbana. Neste ano, o CEO Kevin Johnson constatou que as vendas nas horas após o almoço eram fracas.

Historicamente, a rede tem tido dificuldades para convencer os amantes de café a comprarem alimentos, que representam cerca de 22 por cento das receitas domésticas da Starbucks. A empresa informou que deverá chegar a 25 por cento até o fim do ano fiscal 2021. Todas as opções da linha Mercato saem por menos de US$ 10 antes de impostos, e itens específicos do cardápio podem ser diferentes dependendo da região, informou a empresa.

A Starbucks não pretende oferecer sua linha de opções para viagem em todos os lugares -- também está disponível em Chicago, em Seattle e na Califórnia --, disse Stark, ressaltando que a empresa procura comprar "ingredientes frescos, e isso não é viável nem econômico em todos os lugares".

"É por isso que esta é apenas uma parte da nossa estratégia", disse.

--Com a colaboração de Jonathan Roeder.