PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cinco assuntos quentes para o Brasil hoje

Patricia Lara e Daniela Milanese

26/07/2018 08h34

(Bloomberg) -- Moedas pares do real devolvem alta registrada frente ao dólar norte-americano em ajuste, enquanto alívio de parte das tensões entre EUA e UE ainda repercute ao impulsionar ações de montadoras na Europa. BCE deve confirmar remoção de estímulos em dezembro. Balanços também influenciam a manhã com Facebook punindo Nasdaq futuro. No Brasil, Vale, Bradesco e Ambev podem dar a configuração para Bolsa, após Ibovespa superar 80.000 pontos na véspera. Centrão deve formalizar apoio a Alckmin e Marina conversa com várias frentes, segundo jornais. Veja os assuntos de hoje:

Moedas emergentes em ajuste

Dólar se aprecia ante maioria das principais moedas em um movimento de ajuste e deve ecoar no real, que teve maior ganho entre 16 principais divisas globais na véspera. Euro cai antes de encontro do BCE; Mario Draghi, fala em coletiva em Frankfurt às 9:30 (LIVE) e deve confirmar que o bloco está relativamente saudável e que segue mantido plano para suspender o programa de compra de títulos em dezembro e elevar a taxa de juros após o verão de 2019, já que as tensões comerciais não fizeram ainda estragos na economia da região.

Cessar-fogo UE-EUA repercute

VW, BMW estão entre as ações com maiores variações percentuais do DAX, enquanto a FCA aparece com melhor desempenho no FTSE-MIB, referencial de Milão, em meio ao cessar-fogo entre UE-EUA na briga comercial após encontro na véspera. Compromisso da UE de tentar comprar mais gás natural liquefeito dos EUA esbarra no fato de as unidades europeias de GNL estarem subutilizadas. Como maior exportadora de carros da Europa, a Alemanha deve ser mais duramente atingida por qualquer nova imposição de Trump em automóveis importados.

Centrão e Alckmin

A oficialização do apoio do centrão a Geraldo Alckmin acontece nesta quinta-feira ainda sem a definição da vice da chapa. O pré-candidato do PSDB passou o dia em conversas com representantes do bloco formado por DEM, PP, PRB, PR e SD, segundo os jornais, sem que se chegasse a um nome de consenso, diante da resistência do empresário Josué Gomes para ocupar o cargo. Marina Silva também negocia com PV, Pros, PHS e Podemos antes de definir a vice, segundo o Valor, e mantém diálogo direto com Ciro Gomes, ainda que uma aliança seja considerada difícil, diz Cid Gomes à Folha. O evento de anúncio do apoio do centrão a Alckmin está marcado para as 10 horas.

Facebook

Facebook despencou 24% no after-hours e Nasdaq futuro aponta queda acentuada após a companhia frustrar expectativa de receita e observar queda nos usuários diários. Se a perda do after-hours se materializar no pregão regular de NY, a gigante de mídia social pode ter a maior eliminação de valor da história do mercado acionário norte-americano considerando empresas de grande porte. Intel, por exemplo, chegou a perder cerca de US$ 91 bi em um único dia em 2000.

Vale, Bradesco e Ambev

Vale tem Ebitda ajustado 2T em linha e recomprará US$ 1 bi de ações. Analistas consideram resultados sólidos. Bradesco fecha 2T com lucro recorrente abaixo do esperado, enquanto reduz projeção de despesas com provisão. Ambev vende mais que o previsto no Brasil com a Copa do Mundo, o que foi notável, diz analista. Já a AB Inbev viu as despesas com propaganda no evento esportivo na Rússia afetarem Ebitda do 2T.