ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Abu Dhabi estuda fusão para criar banco gigantesco: Fontes

Zainab Fattah, Dinesh Nair e Archana Narayanan

03/09/2018 14h17

(Bloomberg) -- Abu Dhabi estuda uma possível fusão entre três bancos para criar uma instituição financeira com cerca de US$ 110 bilhões em ativos em meio ao avanço do emirado rico em petróleo para a consolidação de empresas estatais.

O Abu Dhabi Commercial Bank e o Union National Bank, ambos com ações negociadas localmente, estudam uma combinação com o Al Hilal Bank, de capital fechado, segundo pessoas informadas sobre o assunto. Se avançar, o acordo pode ser anunciado ainda neste mês, disseram duas das pessoas, que pediram para não ser identificadas porque as negociações são privadas.

A possível fusão criaria o quinto maior banco do Conselho de Cooperação do Golfo e ocorreria em meio à batalha do setor contra a queda nos lucros devido à redução do investimento do governo, ao crescimento econômico mais lento e à queda na qualidade dos ativos. O ADCB tem um valor de mercado de cerca de US$ 10 bilhões, enquanto o valor do UNB é de US$ 2,9 bilhões.

A consolidação entre as instituições de Abu Dhabi vem acelerando em um momento em que o xecado está controlando sua riqueza após a queda nos preços do petróleo. Os dois maiores bancos do emirado -- o National Bank of Abu Dhabi e o First Gulf Bank -- concluíram uma fusão no ano passado para a criação do First Abu Dhabi Bank. A aliança entre o Mubadala Investment e o Conselho de Investimentos de Abu Dhabi (ADIC), em março, criou um fundo soberano de investimentos com cerca de US$ 220 bilhões em ativos.

'Sentindo a concorrência'

"Como a fusão do FAB foi positiva, os bancos menores agora estão sentindo a concorrência, que os obriga a se consolidar e a enfrentar o megabanco", disse Joice Mathew, chefe de pesquisa de ações da United Securities em Mascate. "Essa mudança pode ajudar a melhorar o posicionamento competitivo desses bancos menores, especialmente do ADCB."

Os Emirados Árabes Unidos têm uma população de 9 milhões e contam com quase 50 bancos, incluindo as unidades locais do Citigroup e do HSBC.

As ações do UNB subiram 4,3 por cento, enquanto as do ADCB avançaram 0,6 por cento nesta segunda-feira. O Abu Dhabi Securities Market Banks Index, que monitora 13 empresas de serviços bancários e financeiros, subiu 26 por cento neste ano, contra um ganho de 12 por cento do índice geral de Abu Dhabi.

O Mubadala, que detém 62,5 por cento de participação no ADCB e 50 por cento no UNB por meio do ADIC, preferiu não comentar. O ADCB também não quis comentar. O Al Hilal Bank e o UNB não responderam imediatamente aos pedidos de comentário. O ADIC é dono também da totalidade do Al Hilal Bank.

A propriedade comum deve tornar a possível fusão "harmoniosa", disse Mathew. "Vejo oportunidades de sinergia no custo de financiamento, implantação eficiente de capital e balanço mais forte para enfrentar a concorrência na perspectiva regional como um todo."

--Com a colaboração de Arif Sharif e Mahmoud Habboush.

Repórteres da matéria original: Zainab Fattah em Dubai, zfattah@bloomberg.net;Dinesh Nair em Londres, dnair5@bloomberg.net;Archana Narayanan em Dubai, anarayanan16@bloomberg.net

Mais Economia