ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Funcionários da Amazon perdem bonificações por aumento salarial

Spencer Soper

04/10/2018 10h07

(Bloomberg) -- A Amazon eliminará os bônus mensais e os prêmios em ações para os trabalhadores de seus depósitos e outros funcionários contratados por hora depois que a empresa se comprometeu, nesta semana, a aumentar os salários para pelo menos US$ 15 por hora.

Trabalhadores dos depósitos da gigante do comércio eletrônico nos EUA recebiam bônus mensais que poderiam totalizar centenas de dólares por mês, além de prêmios em ações, disseram duas pessoas familiarizadas com as políticas de remuneração da Amazon. A empresa informou aos funcionários na quarta-feira que eliminará ambas as categorias de gratificação para ajudar a financiar os aumentos, disseram as pessoas.

A Amazon foi aplaudida na segunda-feira quando anunciou que aumentaria sua remuneração mínima. O aumento salarial freou críticas de políticos e ativistas e deixou a empresa em boa posição para recrutar trabalhadores temporários para a importante temporada de compras de fim de ano.

Mesmo após a eliminação dos bônus e prêmios em ações, os trabalhadores contratados por hora e os funcionários do atendimento ao cliente receberão uma remuneração total maior, afirmou a empresa em um comunicado.

"Além disso, como não se baseia mais em incentivos, a remuneração será mais imediata e previsível", informou a Amazon.

Os trabalhadores cujos salários já estavam acima de US$ 15 por hora receberão aumentos de US$ 1 por hora, de acordo com duas pessoas a par do assunto que pediram para não serem identificadas ao discutir as práticas de remuneração da empresa. Alguns trabalhadores de longa data expressaram frustração com o fato de seus aumentos serem pequenos em comparação com os trabalhadores recém-contratados, cujo salário por hora chegará a subir 40 por cento.

O salário por hora mais alto, recebido de imediato pelos novos trabalhadores, é uma ferramenta de recrutamento melhor em um mercado de trabalho apertado do que as opções de ações, que levam anos para se concretizar, especialmente na indústria de armazenamento, em que a rotatividade é alta, disse David DeBoskey, professor de contabilidade da Universidade Estadual de San Diego. A Amazon informou que vai contratar 100.000 trabalhadores temporários para o período de Natal neste ano, e eles não recebem ações.

"Em um mercado de trabalho apertado, quando você é o líder que paga US$ 15 por hora, isso é uma grande vantagem", disse DeBoskey. "É provável que tenham percebido que as pessoas não se candidatavam para as vagas nos depósitos por causa das ações."

Mais Economia