IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Grande exportadora de soja, Argentina passa a importar

Kevin Varley e Shruti Date Singh

14/11/2018 11h42

(Bloomberg) -- O mundo das exportações de soja ficou de cabeça para baixo por causa da guerra comercial entre os EUA e a China.

A Argentina, terceira maior produtora mundial de soja, está fazendo grandes compras de suprimentos dos EUA. Um indicador semanal das remessas norte-americanas para o país da América Latina atingiu o nível mais alto em pelo menos 35 anos, segundo dados do governo dos EUA divulgados na terça-feira.

Como a China está evitando a oferta dos EUA, o país asiático está comprando a oleaginosa em outros lugares. A Argentina costuma processar seus grãos e depois despachar farelo e óleo de soja para o exterior. Agora, atraída pelo apetite voraz da China e por uma mudança na estrutura tributária nacional, o país está despachando mais soja em bruto, e alguns analistas projetam que as exportações poderiam quadruplicar.

Para alimentar o setor nacional de esmagamento de soja, a Argentina está se voltando cada vez mais para as importações, especialmente depois que uma seca no início deste ano prejudicou as lavouras. Enquanto isso, as ofertas de oleaginosas dos EUA ficaram relativamente baratas. Com a China fora do mercado, a demanda por grãos americanos enfraqueceu em um momento em que as safras estão crescendo, o que sinaliza um aumento nos estoques. Essa é uma boa notícia para os compradores argentinos.

Na semana encerrada em 8 de novembro, 249.278 toneladas de soja dos EUA que estão destinadas à Argentina foram inspecionadas e pesadas para exportação. Este é o maior volume desde que o Departamento de Agricultura dos EUA começou a compilar os dados, em 1983. Para a safra 2018-2019, a soja com destino à Argentina está perto de 1 milhão de toneladas, em comparação com zero no ano anterior.

Uma quantidade tão grande para a Argentina é "surpreendente", disse Terry Reilly, analista sênior de grãos e oleaginosas da Futures International, em Chicago, em e-mail na terça-feira. "Eles estão comprando mais soja do que se imaginava."

--Com a colaboração de Dominic Carey.

Repórteres da matéria original: Kevin Varley em Washington, kvarley@bloomberg.net;Shruti Date Singh em Chicago, ssingh28@bloomberg.net

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia