PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Reino Unido promete projeto de captura de carbono em sete anos

Jeremy Hodges

28/11/2018 14h42

(Bloomberg) -- O Reino Unido planeja colocar seu primeiro projeto de captura e armazenamento de carbono em funcionamento a partir de meados da década de 2020 como parte da iniciativa para implementar uma tecnologia capaz de ajudar a reduzir significativamente as emissões de gases causadores do aquecimento climático pelo país.

O governo britânico fez os anúncios antes da cúpula sobre captura de carbono que organiza com a Agência Internacional de Energia, em Edimburgo, nesta quarta-feira. Entre os participantes estão os CEOs da Royal Dutch Shell, da BP e da Glencore e dezenas de outros integrantes do setor e de governos nacionais.

A tecnologia de captura, uso e armazenamento de carbono (CCUS, na sigla em inglês) é apontada por diversos estudos científicos destacados como, possivelmente, a mais importante para combater as mudanças climáticas.

Principais compromissos

* O Partido Conservador, que governa o país, definirá como será o desenvolvimento da primeira instalação de CCUS do Reino Unido.

* Investimento de 20 milhões de libras (US$ 26 milhões) para respaldar a elaboração de tecnologias de CCUS.

* Investimento de 315 milhões de libras para redução das emissões de carbono em unidades industriais.

* Trabalhar com autoridades competentes para transformar a infraestrutura de petróleo e gás existente em unidades com CCUS.

Reações

* "Sem CCUS como parte da solução é praticamente impossível atingir o objetivo internacional para o clima", diz Fatih Birol, diretor-executivo da AIE. "Até o momento o progresso tem sido tímido e, se continuar assim, os desafios que enfrentamos no setor de energia se tornarão infinitamente maiores."

* "O Reino Unido está lançando as bases de uma ambição pioneira no mundo, de desenvolver e empregar uma tecnologia de captura e armazenamento de carbono para reduzir as emissões", diz a ministra de Energia, Claire Perry.

PUBLICIDADE