PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Venda para Altria deixará fundadores da Juul bilionários

Sophie Alexander

20/12/2018 13h06

(Bloomberg) -- Os fundadores da Juul Labs, Adam Bowen e James Monsees, se tornarão os primeiros bilionários do ramo de cigarros eletrônicos se a Altria Group fechar acordo para adquirir cerca de um terço da empresa.

A Altria está prestes a investir cerca de US$ 12,8 bilhões na Juul, avaliando a empresa em cerca de US$ 38 bilhões, disseram pessoas familiarizadas com as negociações na quarta-feira. Supondo que a transação diluirá as participações dos atuais acionistas, cada um dos fundadores terá uma participação de 3,6 por cento, ou US$ 1,36 bilhão, segundo o Bloomberg Billionaires Index. Bowen, 43, e Monsees, 38, detinham 5,6 por cento da Juul depois de uma rodada de financiamento, em julho, que avaliou os ativos de cada um deles em US$ 843 milhões.

Com o acordo, a Juul, que tem sede em São Francisco, se tornaria mais valiosa do que a SpaceX de Elon Musk e a Airbnb.

"Trata-se de uma tecnologia inovadora que mostra aonde os consumidores querem chegar", disse Ken Shea, analista da Bloomberg Intelligence. "Ela está crescendo tão rapidamente que empresas de cigarros como a Altria precisam não apenas encontrar uma forma de mitigar o uso de cigarros, mas também pensar no futuro."

Shea disse que não se surpreenderia se a Altria tentasse comprar uma participação majoritária na Juul no futuro.

Bowen e Monsees tiveram sua grande ideia quando cursavam o mestrado na Universidade de Stanford e fundaram a Ploom em 2007. Eles venderam o nome para a Japan Tobacco oito anos depois e rebatizaram a empresa como Pax Labs. Mais ou menos na mesma época, a dupla lançou um cigarro eletrônico em forma de USB e o chamou de Juul. No ano passado, a Juul foi desmembrada da Pax e passou a dominar o mercado.

--Com a colaboração de Tom Maloney, Olivia Zaleski e Michael Hytha.