PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

BP investe em empresa chinesa com foco em carros elétricos

Kelly Gilblom

24/01/2019 14h52

(Bloomberg) -- A BP fez um investimento em uma empresa chinesa de tecnologia com foco em veículos elétricos, expandindo sua presença no país que é o maior consumidor de energia do mundo.

A empresa chinesa PowerShare tem uma plataforma on-line que ajuda motoristas de veículos elétricos a encontrar carregadores e a pagar pelo uso deles.

"A China é o maior mercado de veículos elétricos do mundo, e um mercado fundamental para a BP", disse Lamar McKay, vice-CEO da BP, em comunicado. "Nosso investimento na PowerShare, o primeiro investimento direto da BP Ventures na China, demonstra nossa intenção contínua de fornecer soluções de recarga e produtos de mobilidade avançada aos consumidores chineses."

A BP ampliou os investimentos fora de sua área principal, a de petróleo e gás, como forma de se preparar para mitigar o efeito das regulações sobre as mudanças climáticas. O objetivo da empresa é destinar pequenas quantias de recursos a vários tipos de energia e tecnologia para não apostar demais em um segmento de negócios novo. Anteriormente, a empresa injetou recursos em empreendimentos, como por exemplo na construção de painéis solares, e foi obrigada a encerrá-los quando perderam dinheiro.

O investimento faz parte do programa de captação de recursos da PowerShare liderado pela BP Ventures. Atraiu interesse também da DT Capital Partners, uma firma de private equity da China. A petroleira britânica não divulgou quanto estava investindo na empresa, mas a quantia provavelmente será pequena em relação ao gasto de capital total, de cerca de US$ 16 bilhões neste ano. O braço de empreendimentos da BP, que supervisionou o negócio, investiu cerca de US$ 500 milhões no total, em grande parte em incrementos de US$ 5 milhões a US$ 20 milhões.

Até o momento, os investimentos da BP em energia limpa se concentraram basicamente na Europa e nas Américas, onde a empresa tem a maior presença. Ao longo dos anos, ela se tornou uma grande investidora na Ásia, e atua no setor de exploração e desenvolvimento de petróleo e gás na China e também nos ramos de fabricação de produtos petroquímicos, aviação, mistura e comercialização de lubrificantes e gás natural liquefeito.