PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Ericsson é fornecedora mais barata na China da Huawei

Davy Zhu

14/02/2019 11h56

(Bloomberg) -- Na China, país de origem da Huawei Technologies e da ZTE, os equipamentos de rede mais baratos são da sueca Ericsson.

Em leilão da empresa controladora da China Unicom Hong Kong para compra de algumas estações base 4G, a Ericsson propôs vender seus produtos por 21 bilhões de yuans (US$ 3,1 bilhões), preço 25 por cento inferior ao da Huawei e 22 por cento menor que o ofertado pela ZTE. A Nokia pediu o preço mais alto, de 34,7 bilhões de yuans.

É raro que sejam divulgados preços de equipamentos de telecomunicações, por isso não está claro se esses valores refletem o que as empresas cobram em todo o mundo, mas os números chamaram a atenção de Edison Lee, analista do Jefferies Hong Kong. Os valores indicam, em particular, que a ZTE já não concorre apenas no preço, porque a qualidade de seus produtos melhorou, disse Lee, em nota aos clientes, na quarta-feira.

A Huawei, que tem sido atacada pelos EUA e seus aliados devido à preocupação de que seus produtos possam gerar riscos à segurança, não enfrenta essa preocupação em seu país. A empresa, que rejeitou diversas vezes a acusação de que o governo chinês pode usar seus equipamentos para espionagem, venceu o leilão da Unicom.

A Ericsson divulgou um aumento nas receitas no quarto trimestre na China, impulsionado em parte por um contrato de telecomunicações que havia sido adiado de trimestres anteriores. A empresa sueca obtém cerca de 10 por cento de sua receita no nordeste da Ásia, área de mercado que também inclui o Japão.

--Com a colaboração de Kim Robert McLaughlin.

PUBLICIDADE