PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Pequena ação de laticínio se torna a maior da Nova Zelândia

Divya Balji

21/02/2019 11h40

(Bloomberg) -- Em um período de cerca de quatro anos, o valor de mercado da A2 Milk aumentou mais de 3.000 por cento, o que tornou-a a companhia mais valiosa da Nova Zelândia. O valor atual é de cerca de 10,9 bilhões de dólares da Nova Zelândia (US$ 7,5 bilhões) - superior ao de alguns dos pilares da bolsa do país, como o Aeroporto Internacional de Auckland e a Fonterra Co-operative Group.

A A2 Milk, que tem escritórios na Austrália e na Nova Zelândia, afirmou na quarta-feira que a receita da China subiu 50 por cento no primeiro semestre, para 172 milhões de dólares da Nova Zelândia, contribuindo para um aumento de 55 por cento no lucro líquido. A companhia está aumentando o foco no país asiático, apostando que conseguirá arrebatar uma fatia maior do mercado de fórmulas infantis de gigantes globais do setor, como Danone e Nestlé.

A ação deu um salto de 10 por cento na quarta-feira, quando atingiu um novo recorde, e ampliou sua alta na quinta-feira com outro salto de 4,4 por cento. Embora os investidores tenham entrado na onda dos produtos lácteos com a A2 Milk, nem todos estão convencidos de que a empresa conseguirá conquistar mais do que uma participação de mercado de 10 por cento na China, já computada em sua avaliação atual.

A sustentabilidade das vendas através do canal daigou, que possibilita que exportações cruzem a fronteira para chegar a clientes na China, é menor do que através de canais como o comércio eletrônico transfronteiriço ou as lojas de varejo de produtos para mães e bebês, escreveram analistas do Morgan Stanley encabeçados por Thomas Kierath em relatório de 20 de fevereiro, citando risco regulatório e potencial para preencher o canal. A fatia de mercado total do consumo de fórmulas subiu de 5,1 por cento em 30 de junho para 5,7 por cento em 31 de dezembro, informou a companhia na quarta-feira. As vendas da A2 Milk por daigou aumentaram 55 por cento em comparação com o ano anterior, gerando mais da metade do crescimento total da receita nos primeiros seis meses.

As estimativas de receita implicam que a participação de mercado da A2 Milk na China seria de mais de 10 por cento, o que a deixaria atrás da Nestlé, mas à frente da Danone e da chinesa Heilongjiang Feihe Dairy. Isso "parece improvável para uma marca com um único preço premium", disse Kierath.

--Com a colaboração de Tim Smith.