PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Empresas de tecnologia ameaçam negócios do Royal Bank of Canada

Jenny Surane

12/03/2019 16h00

(Bloomberg) -- Dave McKay, do Royal Bank of Canada, se sente pressionado pelas FANG.

O CEO do banco disse a investidores nesta terça-feira que ele receia cada vez mais da chegada das chamadas empresas FANG - Facebook, Amazon, Netflix e Alphabet, a controladora do Google - ao setor bancário. Essas companhias já estão se inserindo entre o banco e seus clientes em um momento em que as pessoas recorrem cada vez mais às gigantes da tecnologia para contratar serviços financeiros, disse McKay.

"Elas estão se metendo nos momentos de interação que nossos clientes têm conosco, e o que elas fazem com isso atualmente é nos revender essas informações na forma de buscas, anúncios e outras perspectivas, e elas obtêm certo lucro econômico", disse McKay na RBC Financial Institutions Conference, em Nova York. A quantia exigida pelas empresas de tecnologia aos bancos "está aumentando", disse ele.

O setor financeiro receia cada vez mais que as principais empresas de tecnologia tentem deixar os bancos de lado processando uma parcela maior dos pagamentos de seus clientes, oferecendo empréstimos ou aceitando depósitos - mesmo que esses serviços as exponham a mais regulamentações. McKay disse que a meta dele é criar serviços que possibilitem que o Royal Bank ocupe uma parte maior da vida do cliente antes que ele tenha que tomar uma decisão financeira.

"Eu recebo telefonemas das FANG depois de participar destes eventos", disse McKay. "É fundamental ascender no funil de tomada de decisões e momentos da vida prévios à decisão financeira ou bancária para nossa missão de controlar esse caminho e não depender da plataforma de ninguém."