PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Morgan Stanley promove diversos executivos da América Latina

Cristiane Lucchesi

13/03/2019 07h00

(Bloomberg) -- O Morgan Stanley promoveu líderes em suas operações na América Latina, adicionando novas responsabilidades para executivos em negócios com ações, renda fixa e câmbio.

Eduardo Mendez, responsável pela área de vendas de renda variável na América Latina e que está no Morgan Stanley há 19 anos, agora também dirige a área de mercados de capitais/renda variável para a região, disse a empresa com sede em Nova York em um comunicado. Ele substitui Manuel Garcia Diez, que estava baseado na Argentina e deixou o banco em fevereiro, de acordo com sua página no LinkedIn.

Outras mudanças incluem Marcello Lo Re, um veterano de oito anos no Morgan Stanley, diretor executivo da equipe de vendas de ações da América Latina, que agora vai dirigir a área de mercado de capitais/renda variável no Brasil, se reportando a Mendez.

Tiago Pessoa, atualmente responsável por negociação de ações para a América Latina, assumirá a responsabilidade adicional de chefiar a área de negociação de renda fixa para o Brasil. Ele está no Morgan Stanley há nove anos.

Gustavo Siqueira, há oito anos no Morgan Stanley, vai liderar a área de mercado de capitais/renda fixa no Brasil, substituindo Alexandre Castanheira, que saiu no ano passado.

Luis Miraglia, um veterano de 15 anos no banco, e que lidera a área de vendas locais e estruturação, agora também chefiará área de renda fixa na América Latina.

Thiago Melzer, chefe global de negociação de opções de câmbio, assumirá a responsabilidade adicional de chefe da área de negociação de câmbio e mercados emergentes das Américas. Ele trabalha no Morgan Stanley por 12 anos.

Com exceção de Melzer, que fica em Nova York, todos os outros executivos promovidos ficam no Brasil.

"Essas nomeações refletem o talento e a experiência de nossa equipe, bem como a crescente integração dos negócios de nossa organização", disse John Moore, responsável pela América Latina no Morgan Stanley, em comunicado.