PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Startup planeja criptomoeda com suporte de projetos de energia

Naureen S. Malik

15/03/2019 11h37

(Bloomberg) -- Uma startup australiana planeja lançar o que afirma ser a primeira criptomoeda respaldada por ativos de energia depois de adquirir alguns projetos solares e de bateria em pequena escala por mais de US$ 1 milhão.

O token, chamado Asset Germination Event, permitirá que os compradores invistam em um painel solar para telhados em escala comercial, capaz de atender as necessidades de um grande cliente industrial, e em uma bateria conectada à rede de 670 quilowatts que atenderá mais de 30 residências, disse Jemma Green, presidente e cofundadora da Power Ledger, uma produtora de plataformas descentralizadas de trading e financiamento de energia. Os dois projetos estão localizados em Perth, na Austrália Ocidental.

"Pessoas comuns não podem investir em um parque solar e é muito difícil encontrar alguém para negociar isso", disse Green.

A tecnologia de blockchain foi proposta como forma de tornar as fontes de energia mais confiáveis, possibilitando que comunidades e consumidores gerem e comercializem eletricidade por conta própria em vez de dependerem do modelo centenário centrado em grandes usinas. A Power Ledger está trabalhando com empresas de Porto Rico, que enfrentou enormes apagões após furacões devastadores, para financiar painéis solares e baterias e usar criptomoeda para vender a energia.

A Power Ledger planeja lançar a Asset Germination Event no segundo semestre de 2019 e pretende manter o investimento mínimo em menos de US$ 100, disse Green. Os investidores que participaram do lançamento do token POWR da empresa, no fim do ano passado, que arrecadou US$ 34 milhões, ganharão prioridade para usar essa moeda para abocanhar uma fatia da AGE respaldada por ativos, disse. A Power Ledger planeja negociar o token AGE em bolsas e facilitar uma limitada negociação interna.