PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Nova Jeep Gladiator quer conquistar mercado de picapes

Kyle Stock

25/03/2019 13h03

(Bloomberg) -- Os americanos compraram 524.000 picapes pequenas no ano passado -- cerca de 1.400 por dia --, nenhuma delas com portas removíveis.

Dentro de poucas semanas, essa pequena, mas notável lacuna no mercado será preenchida pela Jeep Gladiator, um veículo totalmente novo que representa a tentativa inicial da Fiat-Chrysler de voltar a um dos segmentos mais aquecidos do setor.

A tão aguardada Gladiator apresenta enormes diferenças em relação às picapes rivais -- e não apenas nas portas. Para aumentar o fluxo de ar, o para-brisa se dobra e a capota pode ser retirada. A porta traseira pode ser travada em uma posição meio abaixada para suportar melhor uma pilha de madeira compensada. E a transmissão manual é padrão -- algo tão na moda hoje em dia quanto um toca-fitas.

"Não há nada parecido no mercado", disse Eric Lyman, analista do website TrueCar. "Muitas pessoas vão olhar e dizer: 'Uau, essa é a picape mais interessante que eu já vi.'"

É como se os designers da Jeep tivessem juntado uma série de ideias atípicas na linha de montagem, conceitos que o tímido setor automotivo da atualidade elimina sem pensar. As econômicas sinergias decorrentes da consolidação, da regulação e da aversão geral a prejuízos levaram a menos riscos e, portanto, a uma opção pela média em termos de design e recursos. É por isso que aqueles que não usam picapes estão dirigindo cada vez mais SUVs pequenos e redondos alimentados por tartarugas erotizadas de quatro cilindros, como os descreve minha colega Hannah Elliott.

A Gladiator decididamente não é isso. É um antídoto estético e, sem dúvida, também estratégico, para a homogeneidade dos estacionamentos.

"Muitas dessas picapes são intercambiáveis -- não necessariamente diferentes além da chapa de metal", explicou Scott Tallon, chefe de marketing da Jeep. "Nós trabalhamos nos detalhes da embalagem e da entrega de algo que é diferente e único. Acho que são essas pequenas nuances que realmente a diferenciarão."

A Jeep ainda não está aceitando encomendas, mas está recebendo nomes e e-mails de clientes em potencial. Até o momento, essa lista de possíveis interessados é mais longa do que a de qualquer outro Jeep recente, informou a empresa.

Peculiaridades à parte, a Gladiator também cumpre os requisitos comuns para picapes. Seu motor V-6 padrão tem 285 cavalos de potência e reboca até 7.650 libras (3.470 quilos). Ela está cheia de organizadores moldáveis e pequenos compartimentos na cabine que podem ser trancados para o caso de alguém querer deixar o veículo sem portas durante o jantar. A base é robusta o suficiente para suportar 725 quilos, aproximadamente o peso de uma vaca, sete motos ou 20 labradores. Estas são as especificações de que a Jeep precisará se quiser ganhar a preferência dos compradores de picapes.

A Gladiator tentará roubar mercado especificamente da Toyota Tacoma, que domina o segmento de picapes pequenas há décadas. A Toyota atribui o sucesso à segurança, à confiabilidade e à persistência. "Para ser honesto, nunca conseguimos fazer frente à demanda", disse o diretor de marketing da Tacoma, Don Johnson. "Temos muita fé em nossos produtos, em nossos consumidores e em nossa herança."