PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Goldman recomenda compra de commodities diante de baixa semanal

Dan Murtaugh

24/05/2019 14h15

(Bloomberg) -- Os preços das commodities estão a caminho de fechar a pior semana do ano. Com cautela, o Goldman Sachs diz que é uma oportunidade para comprar.

O maior receio em relação ao cenário macroeconômico e a escalada das tensões comerciais pesam sobre os preços dos metais e agrícolas, mas esses riscos começam a ser compensados pelo retorno do backwardation (quando o preço à vista de uma commodity é inferior ao preço do contrato futuro) e um carry positivo, disseram analistas como Sabine Schels em relatório de 23 de maio. O índice de commodities S&P GSCI tem oferecido retornos positivos pela primeira vez em oito meses, e o banco prevê um retorno de três meses de 6,1%.

A confiança do investidor no crescimento econômico global foi abalada pela prolongada guerra comercial entre Estados Unidos e China, afetando o desempenho de várias commodities, do cobre ao petróleo. O índice S&P GSCI Enhanced Commodity Total Return caiu cerca de 4% esta semana e está a caminho da maior queda desde dezembro, sob o impacto dos planos do governo de bloquear os contratos do setor de tecnologia dos EUA com cinco empresas chinesas. Assim, o Goldman avalia, de forma cautelosa, que o recente declínio nos preços pode ser uma oportunidade de compra.

O banco disse que considera provável um acordo comercial entre os dois países, o que aumentaria a demanda por commodities cíclicas no segundo semestre. Ao mesmo tempo, a redução da oferta física em vários segmentos, como petróleo, pecuária e zinco, está criando um carry positivo para trocar contratos futuros no vencimento.

--Com a colaboração de Serene Cheong.