PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Powell dá bom motivo para corte de juros em mercados emergentes

Enda Curran e Lilian Karunungan

11/07/2019 12h25

(Bloomberg) -- O presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, deu aos bancos centrais de mercados emergentes outro bom motivo para reduzir as taxas de juros.

Seu sinal na quarta-feira de que o Fed se prepara para cortar o juro básico pela primeira vez em uma década dá suporte às moedas de maior rendimento, o que, por sua vez, permite que autoridades monetárias de mercados em desenvolvimento afrouxem a política monetária sem provocar uma fuga de capital.

É uma oportunidade para os governos fortalecerem suas economias para combater o desaquecimento econômico, a inflação em desaceleração e as tensões comerciais que afetam o investimento e a produção. Na Ásia e na Europa, a atividade do setor de manufatura encolheu em junho, enquanto os EUA tiveram uma expansão econômica fraca.

Os bancos centrais da Indonésia, África do Sul, Coreia do Sul e Turquia têm reuniões de política monetária nas próximas semanas. Alguns bancos centrais de mercados emergentes já mudaram de marcha este ano, com cortes de juros na Rússia, Chile, Malásia, Índia e Filipinas nos últimos meses.

"O depoimento de Powell e provável corte de 0,25 ponto percentual este mês provavelmente vão ajudar a incentivar os bancos centrais de mercados emergentes a reduzirem as taxas", disse Mitul Kotecha, estrategista sênior de mercados emergentes da TD Securities, em Cingapura.

"O tom dos comentários foi mais dovish que o previsto", disse Stuart Ritson, gestor de portfólio de dívida de mercados emergentes da Aviva Investors, em Cingapura. "Aumenta a chance de ver o início de um ciclo de flexibilização na Indonésia na próxima semana."

Traders aumentaram as apostas de que o Fed vai cortar os juros em sua próxima reunião, marcada para os dias 30 e 31 de julho, possivelmente em meio ponto percentual, embora o consenso seja de um corte de 0,25 ponto percentual.

--Com a colaboração de Marcus Wong e Tomoko Yamazaki.

Repórteres da matéria original: Enda Curran em Hong Kong, ecurran8@bloomberg.net;Lilian Karunungan em Singapore, lkarunungan@bloomberg.net