PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Bolsa chinesa inspirada na Nasdaq tem ritmo frenético na estreia

Bloomberg News

22/07/2019 14h10

(Bloomberg) -- Investidores saudaram a abertura na segunda-feira da nova plataforma de negociação da China, inspirada na Nasdaq, com um ritmo frenético: uma fabricante de semicondutores pouco conhecida registrou valorização de 521%, o volume de negociação de uma empresa ferroviária de médio porte foi 13 vezes maior do que o do maior banco do mundo e uma fabricante de engrenagens de chips foi negociada a uma relação de 730 vezes o lucro.

Todas as 25 empresas que estrearam encerraram o pregão com ganhos. As ações subiram 140%, em média, no fechamento em Xangai, mesmo não encerrando nas máximas atingidas durante o dia. Cerca de 48,5 bilhões de iuanes (US$ 7,1 bilhões) em ações trocaram de mãos na plataforma Star ou cerca de 13% do volume de negócios do resto do mercado.

A nova plataforma é a mais recente tentativa da China de evitar a perda do próximo Alibaba ou Tencent para bolsas em Nova York ou Hong Kong. O apoio de autoridades ajudou a alimentar tal entusiasmo que as empresas levantaram US$ 5,4 bilhões com os IPOs, cerca de 20% a mais do que o planejado. A demanda de investidores de varejo superou a oferta em uma média de 1.800 vezes, mesmo com a preocupação de alguns analistas em relação aos altos valuations.

"Os ganhos foram muito mais fortes do que o esperado, seja devido aos preços excessivos de IPO ou negociações especulativas", disse Zhu Junchun, analista da Lianxun Securities, de Xangai. "Vai ser um jogo de liquidez nos primeiros seis meses ou um ano de negociações. A julgar pela atividade de negociação e ganhos na plataforma, é definitivamente um sucesso."

--Com a colaboração de Irene Huang, Lujia Yu, Fox Hu, Ken Wang, Ludi Wang e Michael Patterson.

To contact Bloomberg News staff for this story: Evelyn Yu em Xangai, yyu263@bloomberg.net;April Ma em Pequim, ama112@bloomberg.net;Amanda Wang em Xangai, twang234@bloomberg.net