PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Governo prepara medidas para incentivar debêntures verdes

Martha Beck

24/10/2019 17h23

(Bloomberg) -- A equipe econômica fará mudanças no decreto que trata de debêntures de infraestrutura para que emissões com certificação verde saiam mais rapidamente, disse o coordenador geral de reformas microeconômicas da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, César Frade.

As portarias que autorizam essas emissões sairão mais rápido, diminuindo o prazo atual de 45 dias. Se o projeto for certificado como verde, haverá fast track.

"Temos uma agenda grande com PPI e Ministério da Infraestrutura para destravar processo de emissão de debêntures de infraestrutura", disse Frade

BNDES

Pela primeira vez, a emissão de debêntures de infraestrutura chegou ao mesmo patamar dos desembolsos do BNDES com o setor, informa boletim inédito do Ministério da Economia.

Segundo o documento, o banco de fomento desembolsou R$ 17,4 bilhões entre janeiro e setembro de 2019, enquanto emissões foram de R$ 17,3 bilhões no mesmo período.

O relatório da Economia mostra ainda que fundos de investimento estão aumentando sua participação no mercado dessas debêntures incentivadas. Entre janeiro e setembro, o volume chegou a 35,7% do total emitido nesse segmento. Já considerando o período entre 2012 e setembro de 2019, o percentual foi de 20,5%.

O montante de debêntures de infraestrutura emitidas em 2019 até outubro foi de R$ 20,8 bilhões, sendo que o valor deve superar o total de 2018 fechado, que foi de R$ 21,6 bilhões, segundo Frade.