PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Dirigir o Porsche Taycan de US$ 185 mil: revolução com discrição

Hannah Elliott

10/12/2019 18h04

(Bloomberg) -- Ao dirigir o Porsche Taycan Turbo S 2020, há uma conexão direta entre agressão e duração da bateria.

A subida na Highway 2 até o restaurante Newcombs Ranch, no alto de Los Angeles, percorre as colinas até ficar a 1.700 metros acima do nível do mar. É um local emocionante para testar o Taycan, o lugar perfeito para se divertir com sua enorme força e velocidade inexorável. Também consumiu quase 40% da vida útil total da bateria. Enquanto eu passava pelas placas rumo a Wrightwood e pela curva ao lado da estação solitária do guarda florestal na metade do caminho, vi a carga ser eliminada do carro como se estivesse vendo meu destino se desenrolar em uma ampulheta antiquada.

Ao chegar ao topo, quando estacionei ao lado da grande placa branca em frente, fiquei preocupada: posso ter chegado perto do limite. Esse Porsche elétrico tem bateria suficiente para percorrer os 65 quilômetros de distância?

Naturalmente, o Taycan usou apenas 2% da bateria no caminho de volta. Os freios regenerativos, devo dizer, são os melhores que já experimentei em qualquer veículo elétrico: responsivos, fortes e, o mais fundamental, suaves. No geral, a experiência foi boa. Mais do que boa: emocionante.

Embora o Taycan não seja extremamente competitivo, faz parte de um grupo de elite. Todos esses carros têm muitos pontos fortes e pontos fracos dispersos. Alguns, como o Polestar 1, são significativamente mais fortes do que a maioria quando se trata de desempenho, alcance, conforto dos passageiros e valor. Comparado ao Taycan, o modelo de luxo da Volvo oferece um cupê elegante que é menor, mas tem maior alcance.