PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Antes da IPO, Airbnb atrela bônus de funcionários a segurança

Olivia Carville

17/01/2020 17h34

(Bloomberg) -- A Airbnb está se preparando para estrear no mercado acionário ainda este ano e apresentou uma nova estratégia de governança que valoriza segurança, sustentabilidade, diversidade e responsabilidade.

A startup de hospedagem compartilhada informou que vai rastrear incidentes envolvendo a segurança dos hóspedes, verificar todos os sete milhões de imóveis listados até dezembro, medir sua pegada de carbono global e ampliar a diversidade do quadro de pessoal. Para atingir esses objetivos, a empresa está criando um Comitê de Partes Interessadas dentro do Conselho de Administração e vinculando os bônus dos funcionários a métricas de segurança, segundo um comunicado divulgado na sexta-feira.

A Airbnb também prometeu ser transparente e relatar seus progressos em um evento aberto a hóspedes, anfitriões, comunidades, funcionários e investidores.

"Construir um negócio duradouro e bem-sucedido anda de mãos dadas com contribuir positivamente para a sociedade", declarou a empresa. "Cada vez mais, é isso que cidadãos, consumidores, funcionários, comunidades e autoridades desejam ? e até exigem."

A Airbnb está na defensiva na questão de segurança desde que cinco pessoas morreram em outubro em uma chacina em uma casa alugada para uma festa em Orinda, que fica a 30 quilômetros de São Francisco. A imprensa local começou a dar destaque ao número de tiroteios em imóveis alugados na plataforma Airbnb e familiares dos mortos questionam como a empresa avalia os hóspedes. Em dezembro, o Wall Street Journal publicou uma investigação mostrando que funcionários da Airbnb que pressionaram por medidas de segurança mais rígidas ? como a exigência de apresentação de identificação oficial pelos usuários ? foram derrotados por executivos que temiam que as medidas afastassem novos hóspedes e anfitriões.

A companhia também está em atrito com autoridades em diversas cidades americanas por causa de regulamentos municipais e foi acusada de discriminação contra anfitriões. Avaliada em US$ 31 bilhões com capital fechado, a Airbnb tem tudo para ser uma das listagens mais badaladas do mercado acionário este ano. Lidar antecipadamente com algumas dessas preocupações pode ajudar a aliviar o receio de investidores após a recepção hostil que outras gigantes de tecnologia ? como Uber Technologies, Lyft e Slack Technologies ? receberam no ano passado.

O novo Comitê de Partes Interessadas será liderado por Belinda Johnson, que vai deixar o cargo de diretora de operações para se juntar ao conselho, em março. A empresa também doará US$ 100 milhões a projetos locais que promovam patrimônio cultural, vitalidade econômica, comunidades sustentáveis e demonstrem claro impacto local, de acordo com o comunicado.

Essas novas iniciativas exercerão pressão sobre uma empresa que prepara uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). Verificar todos os imóveis listados até dezembro significa que os funcionários precisarão avaliar dezenas de milhares de listagens por dia. Mas a Airbnb diz que está apenas começando.

"Quando nos sentamos para começar esse trabalho, sabíamos que estávamos encarando uma tarefa difícil e séria. Nós nos permitimos pensar em problemas e oportunidades que exigirão trabalho de diversas equipes ao longo de vários anos", declarou a empresa. "Não estamos nem perto do final."