PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Reservas em jatos privados disparam nos EUA com crise de aéreas

Thomas Black e Amanda L. Gordon (News)

18/03/2020 14h56

(Bloomberg) -- Operadoras de jatos privados nos Estados Unidos registram forte aumento da demanda diante da menor disponibilidade de voos e da fuga dos mais endinheirados de aeroportos e aviões comerciais.

"As aeronaves lotam literalmente em minutos", disse Richard Zaher, diretor-presidente da Paramount Business Jets, com sede em Leesburg, Virgínia. "Tem sido inacreditável."

Zaher disse que o negócio cresceu 30% em relação ao mesmo período do ano passado. Na JetSet Group, o movimento é 60% maior, disse o fundador Steven Orfali. O número de voos de fim de semana entre Nova York e Miami quintuplicou na Blade Urban Air Mobility, com a maior parte do tráfego rumo ao sul.

"As pessoas ricas tentam sair das áreas mais infestadas", disse Orfali, cuja empresa tem sede em Nova York. Moradores da cidade "estão indo para a Flórida, para Grand Cayman. Vão para qualquer lugar só para sair de Nova York.

É pouco provável que os que fogem em busca de uma suposta segurança a encontrem, com casos confirmados do vírus em 50 estados. A Flórida, por exemplo, prefere que visitantes fiquem longe. O governador Ron DeSantis, segundo o qual alguns dos casos do estado foram claramente importados, pediu ao governo Trump que limite as viagens domésticas.

O fim do boom do fretamento privado pode estar à vista, disse Adam Twidell, presidente da PrivateFly. Por enquanto, "por ser mais ágil e reativo que companhias aéreas, nosso setor é capaz de operar voos de última hora, dentro do que é operacionalmente possível".

Mesmo com os preços dos combustíveis em queda, as tarifas dos jatos particulares se mantêm estáveis ou até sobem, disse Zaher. A demanda dificulta encontrar jatos executivos e, em alguns casos, os clientes precisam pagar para que um avião chegue de uma cidade diferente para buscá-los, disse.

Um voo privado em um jato leve Hawker, que acomoda até sete pessoas, custa cerca de US$ 13 mil antes dos impostos para a rota Nova York-Palm Beach. De Nova York a Los Angeles, em um jato pesado Gulfstream IV, com capacidade para 14 pessoas, o voo custa cerca de US$ 39 mil antes dos impostos. Os voos da Blade entre Nova York e Miami custam US$ 2.450 por assento.

©2020 Bloomberg L.P.