PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Broadcom alerta sobre atrasos para entrega de componentes

Debby Wu e Ian King

17/04/2020 13h35

(Bloomberg) -- A Broadcom alertou clientes de que precisarão fazer pedidos de peças com pelo menos seis meses de antecedência, um prazo surpreendentemente longo que indica gargalos mais amplos do que o previsto na cadeia de suprimentos global do setor de tecnologia.

Confinamentos na Malásia, Tailândia, Cingapura e Filipinas estão "fechando ou restringindo gravemente as operações comerciais", segundo carta a clientes escrita por Nilesh Mistry, vice-presidente de vendas da Broadcom, com data de 13 de abril e vista pela Bloomberg News. O executivo pediu aos clientes que fizessem pedidos pelo menos 26 semanas antes da entrega, o que significa que tudo o que for pedido agora será enviado exatamente na temporada crítica do Natal. O prazo de entrega típico é de dois a três meses.

A carta da Broadcom - que fabrica importantes componentes para o iPhone da Apple - gera preocupações de que o Covid-19 esteja atingindo a cadeia de suprimentos de tecnologia muito além da China, onde o novo coronavírus surgiu. Embora a China esteja se recuperando, os confinamentos e ordens de quarentena em regiões como o Sudeste Asiático causam um impacto ainda desconhecido no fornecimento de eletrônicos.

"As opções de transporte aéreo e marítimo tornaram-se pouco confiáveis, mais caras e com maiores atrasos", escreveu Mistry. A carta aos clientes não especificou quais produtos estão com atraso no envio e qual é o prazo de entrega normal da Broadcom entre pedidos e entrega. "Esperamos que, à medida que a comunidade global encontrar métodos melhores para lidar com a pandemia do Covid-19" as dificuldades diminuirão e poderemos retomar nossas operações normais, segundo a carta.

A empresa com sede em San José, Califórnia, não quis comentar.

A Broadcom faz parte da mesma cadeia de suprimentos usada pela maioria dos fabricantes de chips do mundo para terceirizar a produção, testes e embalagem de seus produtos. É um link crítico para produtos como celulares e hardware de data centers. Quaisquer atrasos na entrega de seus semicondutores podem se espalhar por toda essa rede de suprimentos e atrasar lançamentos de alguns dos eletrônicos mais conhecidos e amplamente usados no mundo.

©2020 Bloomberg L.P.