PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

JSW Steel foca em exportações e corte custos com fraca demanda

Swansy Afonso

26/05/2020 08h28

(Bloomberg) -- A JSW Steel, siderúrgica com maior valor de mercado da Índia, quer focar nas exportações, cortar custos e adiar planos de expansão diante da redução da demanda doméstica devido à pandemia de coronavírus.

Antes um mercado em expansão da demanda global, o consumo de aço na Índia caiu 91% no mês passado, enquanto a produção de aço bruto teve queda de 70%, já que medidas de isolamento social para combater a pandemia paralisaram as atividades em todos os setores.

A recuperação da demanda da Índia será gradual e talvez acelere o ritmo apenas no segundo semestre do ano fiscal iniciado em abril. O setor enfrenta falta de mão de obra, problemas de logística e liquidez, de acordo com o diretor-gerente da JSW Steel Seshagiri Rao. A previsão é de que o consumo de aço da Índia caia 10% neste ano fiscal, por isso a siderúrgica planeja se concentrar nas exportações pelo menos nos próximos seis meses, disse.

"Para empresas como a nossa, a estratégia será: qualquer que seja a demanda na Índia, atenderemos essa demanda e, qualquer que seja o saldo restante, exportaremos", disse em entrevista.

A queda dos preços domésticos do minério de ferro e das taxas de carvão metalúrgico importado, juntamente com a desvalorização da moeda indiana, tornarão as exportações mais competitivas, disse. Controlada pelo magnata Sajjan Jindal, a usina planeja exportar um volume maior do que os 3,1 milhões de toneladas de produtos de valor agregado vendidos no ano passado para países da Ásia, Oriente Médio e África.

A JSW Steel, que operava com 38% de capacidade em abril, aumentou a taxa para 85% neste mês e tem como objetivo produzir 16 milhões de toneladas de aço bruto neste ano.

A empresa, que na semana passada divulgou queda de 85% do lucro de janeiro a março, identificou áreas-chave para reduzir custos e adiou a duplicação da capacidade da usina de Maharashtra por seis meses. Também suspendeu um plano de modernização de US$ 150 milhões para a unidade de chapas e tubos nos Estados Unidos.

A usina pretende potencialmente aumentar a produção das próprias minas de minério de ferro para 23 milhões a 24 milhões de toneladas neste ano a partir de seus novos blocos Odisha e Karnataka. A necessidade total de minério de ferro da empresa será de 30 milhões a 32 milhões de toneladas neste ano.

©2020 Bloomberg L.P.