PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Musk foca em expansão da Tesla após lucro abrir caminho para S&P

Dana Hull e Ed Ludlow

23/07/2020 15h44

(Bloomberg) -- A Tesla conseguiu permanecer rentável mesmo em meio a à pandemia, mas algo ainda incomoda Elon Musk: a montadora de carros elétricos não está crescendo rápido o suficiente.

O lucro trimestral divulgado pela Tesla na quarta-feira marcou o quarto trimestre de ganhos consecutivos, o que novamente surpreendeu analistas de Wall Street e pode abrir caminho para que a ação da empresa seja incluída no S&P 500. Mas o CEO da Tesla não está disposto a tirar o pé do acelerador, e anunciou que a empresa construirá outra fábrica no Texas, além de dar continuidade ao corte de custos de seus modelos.

"O que mais me incomoda é que nossos carros não são acessíveis o suficiente e precisamos consertar isso", disse Musk durante teleconferência com analistas. "Queremos ser um pouco rentáveis, maximizar o crescimento e tornar os carros mais acessíveis o quanto for possível. É isso que queremos alcançar."

Os resultados validam o esforços não convencionais de Musk para sustentar os ganhos no meio da crise de saúde, que deve causar perdas a outras montadoras americanas. E o lucro valorizou ainda mais o já elevado preço das ações da Tesla, que quadruplicou desde março, em parte com base na especulação de que o papel poderia fazer parte do S&P 500.

A empresa com sede em Palo Alto, Califórnia, se beneficiou dos mandatos para que montadoras vendam veículos elétricos e outros modelos não poluentes na proporção de sua participação no mercado, ou compensem qualquer deficiência comprando créditos de outras montadoras. No ano passado, a Fiat Chrysler Automobiles disse que iria combinar sua frota com a da Tesla para cumprir novos e rigorosos regulamentos ambientais na Europa.

Global

A Tesla se torna uma montadora global, com uma nova fábrica em Xangai e outra com projeto de construção na Alemanha. Agora, expande a capacidade dos EUA com a fábrica no Texas. A Tesla disse que a fabricação das linhas do Model Y na unidade de Xangai caminha conforme o planejado, com as primeiras entregas previstas para 2021.

Musk disse que a demanda por modelos da Tesla supera a oferta e que o maior problema da empresa é resolver os problemas da cadeia de suprimentos.

Enquanto as vendas de veículos elétricos ainda representem apenas uma fração do comércio de carros novos, a Tesla conquistou liderança no mercado em rápido crescimento. As vendas globais de veículos elétricos superaram 2,1 milhões de unidades no ano passado, menos de 3% das vendas totais de carros, mas um aumento de 40% em relação a 2018, de acordo com a Agência Internacional de Energia.

©2020 Bloomberg L.P.