Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha em baixa de 0,13%

Nova York, 7 jul (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta quinta-feira em baixa de 0,13%, afetado por uma queda nos preços do petróleo e em expectativa pelo anúncio de amanhã do Departamento de Trabalho sobre o nível mensal de empregos, que pode alimentar novas hipóteses sobre o que o Federal Reserve (Fed) pode fazer quanto a uma possível alta das taxas de juros nos Estados Unidos em sua próxima reunião.

O principal indicador da Bolsa de Nova York perdeu 22,74 pontos, para 17.895,88. O seletivo S&P 500 caiu 0,09%, para 2.097,90 pontos, e o índice composto da Nasdaq subiu 0,36% e fechou aos 4.876,81.

O pregão tinha começado com otimismo, como reação a dois dados sobre empregos que foram recebidos com otimismo pelos investidores, mas o bom humor destes começou a mudar quando foi divulgado o nível das reservas de petróleo nos Estados Unidos.

O Departamento de Energia informou que na semana passada as reservas diminuíram em 2,2 milhões de barris, para 524,4 milhões, um nível que estava abaixo da redução de 6,7 milhões que tinha sido calculada por um instituto que agrupa companhias do setor.

Esse dado gerou imediatamente uma mudança na dinâmica no preço do petróleo. No caso do barril do Texas (WTI), que tinha começado as operações com alta, acabou caindo 4,83%, chegando a um patamar baixo que não alcançava desde 10 de maio.

Por essa razão, as duas principais petrolíferas dos Estados Unidos foram a segunda e a terceira empresas que mais sofreram perda dentro do grupo do Dow Jones. No caso das ações da Chevron, a queda foi de 1,44%, e no dos títulos da Exxonmobil, de 1,2%.

A baixa mais acentuada do dia também nesse indice foi dos papéis da companhia de telecomunicações Verizon (-1,56%). Por outro lado, as altas mais expressivas no Dow Jones foram das ações de Goldman Sachs (0,98%), Intel (0,7%) e Walt Disney (0,68%).

No fechamento de Wall Street, a onça do ouro caía para US$ 1.361,60 a onça, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com prazo de dez anos subia para 1,39%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos