Bolsas

Câmbio

Ministro japonês põe em dúvida relação do tabaco com câncer de pulmão

Tóquio, 22 fev (EFE).- O ministro de Finanças do Japão e vice-primeiro-ministro do Executivo, Taro Aso, colocou em dúvida que fumar provoque câncer de pulmão, em um momento em que o país asiático estuda reforçar sua legislação anti-tabagismo, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira pela imprensa local.

"Subiu o número de pacientes de câncer de pulmão, sem dúvida nenhuma. Mas eu me pergunto se isto tem alguma relação com o tabaco, já que o número de fumantes está diminuindo", disse Aso, durante discurso no Comitê de Finanças da Câmara Baixa da Dieta (parlamento japonês), divulgado hoje pelo jornal "Asahi".

Taro Aso, então, pediu que seja autorizado fumar cigarros eletrônicos em sessões parlamentares, algo que, segundo sua opinião, "poderia ajudar a acalmar os nervos e reduzir um pouco os debates acalorados".

Aso, de 76 anos e chefe da estratégia de crescimento econômico conhecida como "Abenomics" (pelo nome do primeiro-ministro Shinzo Abe), é fumante e protagonizou várias polêmicas por seus comentários depreciativos sobre os idosos e desempregados, ou sobre a superioridade da raça e a cultura japonesas.

O governo japonês estuda a aprovação de novas medidas para reforçar sua legislação anti-tabagismo, e inclusive algumas vozes defendem a proibição dos cigarros em todos os estabelecimentos públicos, de olho nos Jogos Olímpicos de 2020.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos