Bolsas

Câmbio

Barril do Texas sobe 2,47%, mas termina semestre com queda de 14,3%

Nova York, 30 jun (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou em alta de 2,47% nesta sexta-feira, cotado a US$ 46,04, embora no primeiro semestre deste ano tenha acumulado uma queda de 14,3%.

Ao final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em agosto subiram US$ 1,11 em relação ao fechamento de quinta-feira.

A alta de hoje no preço do WTI foi divulgada após o anúncio de uma redução semanal no número de plataformas petrolíferas operando nos Estados Unidos, a primeira diminuição desde o último mês de janeiro.

Segundo a empresa privada Baker Hughes, na semana passada estavam operando nos Estados Unidos 756 plataformas petrolíferas, duas a menos que na semana anterior. No ano passado 341 plataformas estavam ativas neste mesmo período.

Trata-se do primeiro retrocesso semanal desde a primeira semana de janeiro, que encerrou com 522 plataformas.

Durante junho, o WTI, petróleo de referência nos Estados Unidos, acumulou uma queda de 4,72% e chegou a tocar o valor mais baixo registrado até agora no ano, de US$ 42,53 o barril.

O preço do barril de petróleo do Texas fechou 2016 em US$ 53,72, perto do seu máximo anual (US$ 54,06 ), impulsionado por um acordo anunciado em novembro pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para diminuir a produção.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em julho subiram US$ 0,03 e terminaram cotados a US$ 1,52 o galão, enquanto os de gás natural com vencimento no mesmo mês quase não registraram variações e encerraram o dia em US$ 3,04 por cada mil pés cúbicos. EFE

ag/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos