Topo

Eletrônico maior que celular é proibido em cabine de voos da Bolívia para EUA

11/07/2017 18h55

La Paz, 11 jul (EFE).- A companhia aérea estatal Boliviana de Aviação (BoA) comunicou nesta terça-feira que os passageiros com viagens para os Estados Unidos não poderão levar equipamentos eletrônicos maiores do que um celular nas bagagens de mão.

A BoA indicou que a medida, que terá início na próxima segunda-feira nos voos entre os dois países, foi tomada devido às novas normas determinadas pelas autoridades dos EUA.

Em uma mensagem enviada às agências de turismo, a BoA afirmou que a norma estabelece que apenas equipamentos maiores do que um celular só poderão ser levados se passarem por "detectores de explosivos".

A companhia aérea indicou que não possui um equipamento desse tipo. O mesmo ocorre com a empresa estatal que contra os aeroportos da Bolívia. Por isso, a decisão foi informar os passageiros que eles são poderão levar os equipamentos eletrônicos na cabine.

"Estamos fazendo todas as gestões necessárias com o Administrador Aeroportuário e com a Autoridade Aeronáutica da Bolívia com o objetivo de aplicar procedimentos e instalar os mecanismos aplicáveis antes da data estabelecida", disse a BoA na nota.

Mais Economia