Bolsas

Câmbio

Direção do Facebook reconhece que companhia reagiu tarde a vazamentos

Nova York, 22 mar (EFE).- A máxima responsável de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, reconheceu nesta quinta-feira que a companhia deveria ter respondido antes à polêmica do vazamento de dados de usuários da rede social a uma empresa de consultoria britânica.

"Às vezes, e claro na semana passada, diria que falamos devagar demais", afirmou Sheryl em entrevista com a emissora "CNBC".

Sheryl deu as explicações um dia depois de o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, reconhecer os erros da companhia após a revelação do polêmico vazamento de dados de 50 milhões de usuários à empresa de consultoria britânica Cambridge Analytica.

A diretora, figura mais importante do Facebook depois de Zuckerberg, repetiu alguns dos compromissos adotados pela rede social para evitar problemas e afirmou que o mais importante para a companhia é "a confiança das pessoas".

"Sabemos que sempre haverá maus atores na nossa plataforma, mas vamos trabalhar o mais rápido possível para evitar esses problemas", insistiu.

Sheryl admitiu que o Facebook deveria ter reconhecido antes "a gravidade deste assunto", e insistiu que a resposta demorou porque era preciso "chegar ao final da questão e tomar decisões sérias".

"O que importa é a nossa comunidade e a segurança das pessoas que usam o Facebook, e faremos os investimentos que devem ser feitos" para evitar vazamentos, acrescentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos