PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Air France reduz programa de voos em 25% devido a nova greve

23/04/2018 09h01

Paris, 23 abr (EFE).- A companhaia Air France informou nesta segunda-feira que espera manter "cerca de 75% do seu programa de voos" amanhã, no que será seu 11º dia de paralisações dos funcionários convocadas em dois meses por dez de sindicatos para reivindicar maiores aumentos salariais.

A empresa apontou em comunicado que suprimirá 30% dos voos intercontinentais de longo percurso (de mais de três horas), 35% dos de média distância com saída ou chegada em sua plataforma do aeroporto Charles de Gaulle de Paris e 20% dos trajetos internos na França.

Esses dados são consequência dos números de trabalhadores da companhia aérea que declararam antecipadamente - como é a sua obrigação - que preveem participar da greve: 27,8% dos pilotos, 19,2% de comissários de bordo e 4,4% dos funcionários que trabalham em terra.

A Air France viveu hoje o décimo dia de interrupções dentro do conflito entre direção e empregados por questões salariais que teve início em fevereiro, desta vez com uma taxa de grevistas de 28,1% entre os pilotos.

O presidente da companhia, Jean-Marc Janaillac, indicou na última sexta-feira que tem intenção de consultar todos os funcionários, entre 26 de abril e o início de maio, sobre o acordo que propôs no último dia 16 e que contém um aumento de salários com caráter geral de 7% em quatro anos, começando por 2% neste ano.

Com essa consulta, que não é vinculativa juridicamente, Janaillac pretende buscar uma saída para um conflito que, segundo suas próprias contas, já custou "cerca de 300 milhões de euros" nestes dois meses.

Suas contas partem da base de que os grevistas são muito minoritários - menos de 10% da força total de trabalho -, embora o peso específico seja notavelmente mais elevado em uma categoria fundamental, como são os pilotos.