PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Aeroporto de Cantão inaugura novo terminal para competir com Hong Kong

26/04/2018 08h24

Pequim, 26 abr (EFE).- A cidade de Cantão, no sul da China e terceira maior do país depois de Pequim e Xangai, inaugurou nesta quinta-feira um novo terminal no seu aeroporto visando conseguir os 100 milhões de passageiros anuais e se consolidar como um dos mais usados do mundo, para concorrer com as próximas instalações de Hong Kong.

O novo terminal do Aeroporto Baiyun custou 17 bilhões de iuanes (US$ 2,7 bilhões) e a ela se chegará com uma nova linha de metrô que o conecta com o centro da cidade, também inaugurada hoje, informou o jornal "South China Morning Post" na sua versão digital.

A instalação que começou a operar conta com 397 guichês de check in e 5.000 vagas de estacionamento, tudo visando a atender a aproximadamente metade dos 100 milhões de passageiros que o Aeroporto de Cantão espera receber até 2025.

O terminal "antigo" de Cantão, em operação desde 2004, se construiu teoricamente para atender 35 milhões de passageiros, mas no ano passado já recebeu mais de 65 milhões, o que deixa a instalação como o 13º aeroporto com mais trânsito do mundo e o terceiro maior da China, depois dos de Pequim (segundo maior mundial) e Xangai (nono).

Os especialistas consideram que com o novo terminal o aeroporto cantonês vai trabalhar com 3,5 milhões de toneladas de carga, 220 rotas internacionais e em breve ultrapassará em tráfego a vizinha Hong Kong, que no ano passado foi o oitavo aeroporto mais utilizado do mundo, superando os 72 milhões de passageiros.

Ambas as cidades ficam no delta do rio Pérola, uma das regiões mais ricas do mundo e habitada por 66 milhões de pessoas, que segundo os analistas receberá até 2020 o maior tráfego aéreo que tradicionais "hubs" como os existentes em torno de Los Angeles, Tóquio e Nova York.