PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

IKEA projeta até 7,5 mil demissões no mundo todo em dois anos

21/11/2018 10h33

Copenhague, 21 nov (EFE).- A rede sueca de móveis e objetos para casa IKEA anunciou nesta quarta-feira que pode eliminar até 7,5 mil postos de trabalho em nível mundial nos próximos dois anos, dentro de um processo de transformação da companhia.

A Ingka Group, sociedade que concentra 90% das vendas da Ikea, criará ao mesmo tempo no mesmo prazo 11,5 mil novos postos de trabalho, em um plano que inclui novas lojas, amplos investimentos em digitalização e um aumento da capacidade.

"Vamos introduzir uma nova organização, melhor adaptada para satisfazer nossos clientes. Para fazer isso possível, necessitamos melhorar nossa forma de trabalhar, dirigir e nos organizar", informou em comunicado o diretor da Ikea Suécia, Håkan Svedman.

A rede sueca concretizou que nem todos os países serão afetados da mesmo forma pela medida, que afetarão sobretudo escritórios e serviços centrais.

O grupo sueco tem um quadro de 160 mil empregados distribuídos em 30 mercados.

As vendas da Ikea chegaram no último ano fiscal (setembro de 2017 a agosto de 2018) a 38,8 bilhões de euros, com um aumento anual de 4,5%.