ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Jeep apresenta Gladiator, primeira pickup da marca desde 1992

29/11/2018 20h54

Los Angeles (EUA), 29 nov (EFE).- A Jeep apresentou no Salão do Automóvel de Los Angeles um dos veículos mais esperados da marca nos últimos anos, a Gladiator, primeira pickup da marca do grupo Fiat Chrysler (FCA) em quase três décadas, desde que a Comanche deixou de ser fabricada, em 1992.

O veículo, que começará a ser vendido na América do Norte no segundo trimestre de 2019, tem o mesmo nome da primeira pickup produzida pela Jeep, em 1963, embora ela tenha ficado conhecida como J-series.

Baseada no Jeep Wrangler, a Gladiator foi definida pela marca como a "pickup média mais capaz da história", graças às capacidades de reboque, carga e pelo comportamento fora de estrada. Ela conta com quatro portas e duas fileiras de bancos e uma caçamba de 1,5 metro de comprimento produzida em aço.

Do ponto de vista mecânico, os executivos da marca destacaram que é um Jeep de pura linha, com os sistemas de tração 4x4 Command-Trac e Rock-Trac, a terceira geração dos eixos Dana 44, os diferenciais com bloqueio eletrônico dianteiro e traseiro Tru-Lok e o diferencial de deslizamento limitado Trac-Lok.

O veículo estará disponível nas versões Sport, Sport S, Overland e Rubicon.

O chefe de engenharia do veículo, John Mrozowski, disse à Agência Efe que a principal preocupação da Jeep foi produzir uma pickup que respondesse realmente às necessidades do mercado.

"A parte mais difícil da engenharia deste veículo foi garantir 100% que oferecemos a capacidade e autenticidade de uma pickup de tamanho médio. Isso significa capacidade de reboque e carga, e produzir uma pickup realmente confiável, que esteja no coração do mercado", explicou.

Mrozowski, que também desenvolveu a engenharia do Jeep Wrangler, afirmou que embora a Gladiator seja baseada no icônico off road, ela é um veículo totalmente diferente pela necessidade que fosse, antes de mais nada, uma pickup.

"Desde um ponto de vista de desenvolvimento, efetuamos os mesmos níveis de testes e validação nos dois veículos. Ambos passaram sem problemas a trilha Rubicon. Mas a Gladiator tem uma nova suspensão traseira com cinco pontos de ancoragem projetada especificamente para o veículo. Está ajustada para rebocar, para carga e off road. A Gladiator tem um novo perfil, diferente do Wrangler", disse.

"Queríamos realmente oferecer a autenticidade do mercado das pickups médias", acrescentou.

Por sua vez, Taylor Langhals, um dos responsáveis pelo projeto exterior da Gladiator, reiterou que tinha como objetivo criar uma pickup autêntica.

"Realmente queríamos transmitir que esta é uma pickup 100%. Não alteramos características no projeto, para assim proporcionar o que uma pickup tem a oferecer", apontou.

Langhals explicou que, após anos desenvolvendo protótipos e explorando suas capacidades em rotas como a Easter Safari, que a Jeep utiliza anualmente para testar seus veículos, a marca decidiu que agora era o momento de produzir uma pickup.

"Queríamos que se saísse bem, e por isso não poupamos tempo para testá-lo. É um Jeep. É algo que todo mundo estava esperando, e estamos encantados por finalmente mostrar", disse.

Por sua vez, Tim Kuniskis, responsável pela marca Jeep na América do Norte, destacou que "a nova Gladiator representa o último em veículos preparados para realizar todo o tipo de aventuras ao ar livre".

Por baixo do capô, a Gladiator contará inicialmente com uma motorização, V6 3.6 a gasolina Pentastar, com 289 cv e 35,9 kgfm de torque. A transmissão manual é de seis velocidades, e há a opção de uma transmissão automática de oito velocidades.

Em 2020, o veículo também estará disponível com um motor V6 3.0 turbodiesel, com 263 cv e 61,1 kgfm de torque.

A Jeep também informou que a Gladiator 2020 é capaz de rebocar até 3.460 kg e transportar uma carga de até 725 quilos.

Mais Economia