PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Trump pede que Fed não suba taxas de juros nos EUA

17/12/2018 13h40

Washington, 17 dez (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta segunda-feira ao Federal Reserve (Fed) que não suba as taxas de juros na reunião que acontecerá nesta semana dada a força do dólar.

"É incrível que com um dólar muito forte e virtualmente sem inflação, com o mundo ao nosso redor explodindo - com Paris em chamas e a China em descenso -, o Fed esteja considerando outra alta da taxas de juros", afirmou Trump em sua conta do Twitter.

O líder retomou assim seus ataques ao Banco Central dos EUA um dia antes do início da última reunião do ano de política monetária e na qual se prevê que aumente as taxas de juros em um quarto de ponto desde a categoria atual de entre 2% e 2,25%.

Trump tem se queixado de maneira reiterada de que o gradual ajuste monetário defendido pela organização liderada por Jerome Powell representa uma ameaça para a aceleração da economia americana.

As críticas do líder ao Banco Central quebram o tradicional respeito pela independência da política monetária desde a Casa Branca.

Por sua vez, Powell, que precisamente foi nomeado por Trump, evitou responder ao líder e insistiu que o bom momento econômico que o país vive, com uma taxa de desemprego de 3,7%, o mínimo em quase meio século, e uma inflação perto da meta anual de 2%, incentivam uma progressiva alta de juros.

O Fed emitirá seu comunicado sobre política monetária ao término de sua reunião de dois dias, na quarta-feira, 19 de dezembro, às 14h local (17h, em Brasília) e, pouco depois, Powell comentará a decisão em uma coletiva de imprensa às 14h30 (17h30, em Brasília).