PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Fed ignora oposição de Trump e aumenta juros nos EUA pela 4ª vez em 2018

19/12/2018 18h09

Washington, 19 dez (EFE).- O Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, aumentou nesta quarta-feira em 0,25% a taxa básica de juros no país, que desta forma chegou ao patamar de 2,25% a 2,50%.

A decisão, tomada de forma unânime, representa a quarta vez em 2018 que o Fed elevou os juros, ignorando a dura oposição do presidente americano, Donald Trump, à medida.

"O mercado de trabalho continuou se fortalecendo. A atividade econômica cresceu em um ritmo elevado", afirmou o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) em comunicado.

A nova alta, antecipada por diferentes analistas, tinha sido criticada por Trump, que pediu ontem que o Fed evitasse "cometer um novo erro", uma referência aos ajustes realizados pela instituição.

"Espero que as pessoas no Fed leiam hoje o editorial do "The Wall Street Journal" antes de cometer um novo erro. Além disso, não deixem que o mercado tenha menos liquidez do que já possui", criticou Trump em mensagem publicada no Twitter.

No comunicado divulgado ao término da reunião nesta quarta-feira, o Fed afirmou que "os riscos para o panorama econômico são mais ou menos equilibrados". A instituição antecipou que "continuará monitorando os desenvolvimentos econômicos e financeiros globais", avaliando assim os impactos para os EUA.

Sem sinalizar se manterá o ritmo de alta das taxas de juros no futuro, o Fed disse que, para determinar seus próximos passos, avaliará as condições econômicas sob duas óticas: maximizar os empregos no país e manter a taxa de inflação em 2%.

Além disso, o banco central americano afirmou que levará em consideração uma ampla gama de informações, que inclui o mercado de trabalho, indicadores de pressões inflacionárias e expectativas de alta dos preços para o consumidor.

O presidente do Fed, Jerome Powell, concederá uma entrevista coletiva em breve para comentar a decisão. EFE

PUBLICIDADE