PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Ministérios tchecos deixam de usar celulares da Huawei por filtragens

19/12/2018 14h46

Praga, 19 dez (EFE).- Vários ministérios da República Tcheca decidiram se desfazer de seus telefones celulares do fabricante chinês Huawei após a advertência de um organismo público especializado em segurança cibernética sobre possíveis filtragens de informações sensíveis à inteligência chinesa.

O Ministério de Agricultura anunciou nesta quarta-feira que deixava de utilizar os celulares dessa marca, um passo que já foi dado por outros organismos oficiais, entre eles o Escritório do Governo e os Ministérios de Saúde, Indústria e Comércio.

Na segunda-feira, o Escritório Nacional para a Segurança Informática e Cibernética (NÚKIB) emitiu uma advertência sobre o uso de software e hardware das marcas chinesas Huawei e ZTE Corporation, por representar uma "ameaça à segurança".

Para o NÚKIB, o problema está no contexto "jurídico e político" da República Popular da China, onde têm sua sede essas duas empresas.

"As leis chinesas exigem às empresas privadas que trabalham na China, entre outras coisas, colaboram com as atividades de inteligência e permitem entrar em sistemas que são vitais para o funcionamento do Estado ou representam uma ameaça", indicou Dusan Navratil, diretor do ente tcheco.

O primeiro-ministro, Andrej Babis, criticou a advertência do NÚKIB, ao considerar que não estava respaldada por uma "análise jurídica" e nem oferecia uma alternativa.

Navratil, no entanto, defendeu este anúncio como medida "preventiva e informativa".

A Huawei é um dos principais fornecedores de redes celulares e outras infraestruturas para os operadores de telefonia celular da República Tcheca. EFE