Topo

Microsoft anuncia fim de suporte para Windows 10 Mobile e recomenda rivais

2019-01-18T17:22:00

18/01/2019 17h22

San Francisco, 18 jan (EFE).- A Microsoft anunciou nesta sexta-feira que deixará de oferecer em dezembro suporte para o Windows 10 Mobile, abandonando de forma definitiva o mercado de dispositivos móveis, e recomendou que os usuários do sistema passem a utilizar a plataforma das concorrentes Apple e Google.

Em postagem publicada no site da empresa, a Microsoft informa que deixará de divulgar novas atualizações de segurança, fornecer assistência gratuita e atualizações de conteúdo para o Windows 10 Mobile em 10 de dezembro deste ano.

"Com o fim do apoio técnico ao sistema operacional Windows 10 Mobile, recomendamos que nossos clientes mudem para dispositivos com Android ou iOS", indicou a companhia fundada por Bill Gates.

Na prática, o anúncio de hoje da Microsoft representa a desistência da empresa de apostar no mercado de celulares. A entrada da gigante de Redmond no setor gerou grandes expectativas há uma década, mas, nos últimos anos, a direção da companhia já parecia ter jogado a toalha diante do domínio de Google e Apple.

Desde o início da gestão do diretor-executivo Satya Nadella em 2014, a Microsoft "adotou" o Android como sistema operacional para seus aplicativos móveis. Além disso, a empresa passou a disponibilizar versões do pacote Office para o iOS.

Antes, ainda sob o comando de Steve Balmer, a Microsoft comprou a unidade de telefones celulares da Nokia por US$ 7,2 bilhões. Dois anos depois, a empresa avaliou que a operação não daria resultados e demitiu cerca de 8 mil funcionários.

Na última segunda-feira, a Microsoft anunciou que deixará de oferecer suporte para o Windows 7 em 2020. EFE

Mais Economia