PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Barril do Texas fecha em alta de 1%

24/01/2019 18h37

Nova York, 24 jan (EFE).- O barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quinta-feira em alta de 1%, cotado em US$ 53,13 o barril, devido à crise política na Venezuela.

Ao final das operações na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em março subiram US$ 0,51 em relação ao valor de fechamento de ontem.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, alertou ontem que seguirá utilizando o poder econômico e diplomático do país para pressionar pela restauração da democracia na Venezuela, que é país-membro da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Os EUA, o Brasil e outros países da comunidade internacional reconheceram ontem o chefe da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, como presidente interino do país.

"Não estamos considerando nada, mas todas as opções estão sobre a mesa", disse Trump sobre o governo de Nicolás Maduro na Venezuela, não descartando a possibilidade de uma intervenção militar.

Além da crise política, as cotações do petróleo seguem sendo afetadas pelos temores de uma desaceleração da economia global, sobretudo na Ásia, concretamente na China e no Japão.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou ontem a previsão do crescimento mundial para 2019 em 0,2 ponto percentual, chegando a 3,7%, devido ao grande número de ameaças ao desenvolvimento econômico. A notícia veio logo depois da China divulgar que o Produto Interno Bruto (PIB) do país avançou 6,6% em 2018, o valor mais baixo registrado desde 1990.

Já os contratos de gasolina com vencimento em fevereiro fecharam estáveis, em US$ 1,38 o galão, e os de gás natural que expiram no mesmo mês subiram 11 centavos, para US$ 3,09 por cada mil pés cúbicos. EFE