PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Fed encara sua segunda reunião do ano com poucas expectativas de mudança

19/03/2019 12h17

Washington, 19 mar (EFE).- O Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, começou nesta terça-feira sua segunda reunião de política monetária de 2019 com poucas expectativas de mudança nas taxas de juros, que, em princípio, poderiam seguir no nível atual até o fim do ano.

Em sua primeira reunião, o presidente do Fed, Jerome Powell, afirmou que o banco central pode ser "paciente" e "flexível" em seu ritmo gradual de ajuste monetário diante da atual desaceleração do crescimento global que vem sendo registrada.

A economia americana mantém sua solidez, com uma taxa de desemprego de 3,8% em fevereiro.

Não obstante, os negócios do país criaram em fevereiro a menor quantidade de novos postos de trabalho dos últimos 17 meses, 20 mil, o que os especialistas consideram o último sinal de uma desaceleração mais ampla da economia americana.

De fato, o primeiro cálculo de crescimento econômico dos EUA em 2018 foi de 2,9%, o maior ritmo desde 2015, mas as projeções do Fed preveem uma moderação progressiva, para 2,3% este ano e 2% no próximo.

A inflação, por sua vez, está controlada em torno da meta anual estabelecida pelo próprio banco central, de 2%.

As taxas de juros se encontram atualmente na categoria de entre 2,25% e 2,5%, após os quatro ajustes monetários realizados em 2018, e os analistas acreditam na possibilidade de dois aumentos adicionais na segunda metade de 2019, um a menos que nas previsões feitas no fim do ano passado.

Alguns investidores preveem, no entanto, que o banco central americano não modificará as taxas de juros no restante de 2019.

"Os mercados agora veem o Fed em pausa durante todo o ano de 2019 e adiaram ainda mais as expectativas de um aumento nas taxas de juros na zona do euro depois que o Banco Central Europeu (BCE) disse que era pouco provável um aumento até 2020", assinalou o economista-chefe do fundo de investimento BlackRock, Richard Turnill, em uma nota a seus clientes.

Os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), órgão do Fed que conduz a política monetária, iniciaram nesta manhã sua reunião de dois dias, que termina amanhã com a divulgação de um comunicado às 14h locais (15h em Brasília).

Em seguida, o presidente do Fed, Jerome Powell, oferecerá uma entrevista coletiva.

A partir deste ano, Powell comparecerá diante dos jornalistas depois de todas as reuniões do Fomc, ao invés de uma vez a cada dois encontros, como ocorria no passado. EFE