IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Ford pretende cortar 12 mil empregos na Europa e deve fechar fábricas

27/06/2019 13h32

Frankfurt (Alemanha) 27 jun (EFE).- A Ford quer cortar 12 mil empregos na Europa até o final de 2020, principalmente através de indenizações, e fechará fábricas em Rússia, França e Reino Unido, segundo informou nesta quinta-feira o presidente do grupo na região, Stuart Rowley.

A Ford anunciou que irá reduzir os turnos em suas montadoras de Saarlouis (Alemanha) e Valência (Espanha), assim como em sua estrutura de gestão, operações de marketing e vendas.

A companhia americana vai reduzir de 6 a 18 o número de fábricas na Europa.

O fabricante americano quer fechar as montadoras de Bridgend Engine, no sul do País de Gales; Aquitaine Industries Transmission, na França; Naberezhnye Chelny Assembly, St. Petersburg Assembly e Elabuga Engine, na Rússia.

Além disso, quer vender a fábrica da Kechnec Transmission na Eslováquia.

Rowley disse que a "Ford será um negócio mais orientado na Europa, consistente com a remodelagem global da companhia, que gere mais lucros centrando-se nas necessidades dos clientes e em uma estrutura simples".

A Ford quer investir e crescer no negócio de veículos comerciais e proporcionar aos clientes mais carros elétricos, novas versões e modelos importados. EFE

Economia