PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Justiça dos EUA aprova fusão entre T-Mobile e Sprint

26/07/2019 17h21

Washington, 26 jul (EFE).- O governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira a aprovação da fusão entre duas das maiores operadoras de telefonia celular no país, T-Mobile e Sprint, um acordo avaliado em US$ 26 bilhões.

"Com esta fusão, estamos expandindo significativamente nossa capacidade ao assegurar que grandes partes do espectro que atualmente não estão sendo usada ou são subutilizadas estarão disponíveis para os consumidores em forma de redes de alta qualidade 5G", disse Makan Delrahim, promotor assistente da divisão antimonopólio do Departamento de Justiça.

O acordo foi respaldado também pelos promotores dos estados de Nebraska, Kansas, Ohio, Oklahoma e Dakota do Sul. Mas ainda deve receber o apoio de outros 13, além do Distrito de Columbia, onde fica Washington, a capital do país.

Junto à T-Mobile e Sprint, o mercado americano tem como principais provedores Verizon e AT&T. A nova operadora, que manterá o nome da T-Mobile, contará com mais de 80 milhões de clientes.

"O acesso dos americanos a uma conexão sem cabo rápido, confiável e acessível é fundamental para a nossa economia e para o modo de vida dos consumidores", acrescentou Delrahim.

O acordo obriga as companhias a vender alguns dos ativos à Dish Network, entre eles a divisão de celulares pré-pagos da Sprint, o Boost Mobile.

Deste modo, Dish passaria a se transformar no quarto maior operador do país, embora dependeria da T-Mobile para o uso da rede.

Tanto a T-Mobile como a Sprint são controladas por empresas estrangeiras: a primeira pela alemã Deutsche Telekom e a segunda pela japonesa SoftBank. EFE